Menu Principal

Geap na mira das operadoras de planos de saúde

0
A diretoria da Fundação de Seguridade Social (Geap) alerta que julgamento no Supremo tribunal Federal (STF) poderá deixar mais de 250 servidores e seus dependentes sem cobertura em plano de saúde. É que está naquela casa numa ação movida por uma operadora privada, que questiona o caráter jurídico da Fundação. A polêmica se arrasta desde a década de 90, e ganhou força recentemente, a partir de questionamento feito ao Tribunal de Contas da União (TCU), pela mesma operadora.Criada em 1945, com o nome de Patronal, a Geap é uma entidade  fechada de Previdência Complementar sem fins lucrativos, que oferece aos servidores  federais  planos e programas de saúde, além de assistência social e plano de previdência (opcional).

O mais estranho é que a empresa privada que foi ao TCU dizer que a Geap tem que participar de processos de licitaçâo e disputar o mercado, não compareceu ao processo aberto pelo Ministério dos Transportes. Pode-se deduzir que, esta ausência se deu em fução do valor da per capta pago pelo governo, que não atende aos interesses do mercado, que sempre busca alta arrecadação com baixo custo assistencial, e rede co pouca capilaridade nacional.O STF já adiou a decisão por duas vezes. Enquanto não toma a decisaão, os magistrados aumentam a tensão e ângustia de aproximadamente de aproximadamente 750 mil vidas, entre titulares e dependentes assistidos.

Ainda segundo a diretora da Geap, quase a metade dos 750 mil asistidos tem 60 anos de idade ou mais. destes, 524 já completaram ou já passaram dos 100 anos.

Espero que a lógica do capital humano prevaleça na decisão do STF. 

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar