Menu Principal

Olê mulher redeira, olê mulher rendá. Tu me ensinas a fazer renda, que eu te ensino a namorar...

4
Rendeiras, arte em Bilro
Uma tradição que não pode desaparecer.
Quando eu era criança ouvia muito essa música no rádio.
Não conhecia as rendeiras, mas, usava vestidos rendados. 
Não sei se era moda, mas usava...
Também, o que me importava era estar cheia de rendinhas e mostrar o vestido novo para as amiguinhas, especialmente aos domingos.
Agora tomei conhecimento que as rendeiras que produzem renda de bilro em Florianópolis, serão contempladas pelo Programa de Promoção do Artesanato de Tradição Cultural - Promoart, e vão ganhar o Centro de Referência da Mulher Rendeira.
O Centro é um espaço permanente de exposição e valorização da renda como referência cultural da cidade.
O objetivo da iniciativa é incentivar a preservação da atividade, evitando que essa tradição desapareça. O espaço será construído no Centro Cultural Bento Silvério, na Lagoa da Conceição, local onde desde 1990 funciona um núcleo de oficinas de renda.
Ah! que os meus vestidinhos eram lindos, isso era...

4 comentários:

Lindo post!
Acho muito importante que se preserve os costumes e tradições de cada lugar,vi uma reportagem no programa 50/1 com o Alvaro Garneiro,em que ele visitou um estado que não me recordo no momento e mostrou as rendeiras do lugar trabalhando,achei lindo,pois são técnicas passadas de geração pra geração.

beijos linda!

Que lindo post!

Eu tinha vestidinhos rendados, mas minha mãe quem fazia... E ela que cantava essa música pra mim :)

Abraços,
Mari.

Oi Mariana,
Gostei demais da sua participação.
Abração.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar