Menu Principal

Em plena Copa do Mundo, um Cartão Vermelho para o Trabalho Infantil

4
Bafana, Bafanas...
Nada melhor que eventos como uma Copa do Mundo de Futebol, para tentarmos sensibilizar as pessoas para uma campanha como esta. É bem verdade que o tema é fácil de ser assimilado. Mas que o momento ajuda, não tenho dúvidas. 
Então foi no embalo dos Bafanas Bafanas, que foi lançada ontem (10/06), com a participação de mais de 200 crianças, aqui na Esplanada dos Ministérios, a campanha do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, que será comemorado amanhã, dia 12/06.
Centros de Assistência Social
Este é o número: 3.239 Centros de Assistência Social em todo o País para atendimento à população pobre, e aos casos de violação de direitos, entre eles, o trabalho infantil. Os centros serão espaços públicos cofinanciados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em parceria com Estados e Municípios, assim distribuídos:
-Centros de Referência de Assistência Social (Cras ) - 1.865 
-Centros Especializados de Assistência Social (Creas) - 1.374
Segundo a ministra do MDS, "nesses locais (Creas), as famílias podem ser atendidas e protegidas, e as crianças, incentivadas a se tornarem adultos felizes e de bem com a vida".
Para o representante da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Renato Mendes, é importante que o Brasil "tire o trabalho infantil de campo".
Campanha 
Os esforços em prol da erradicação da labuta infantil têm como slogan "Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil", que relaciona o evento à Copa do Mundo. A proposta é que o Brasil, país mundialmente conhecido por seu desempenho esportivo e que será sede do próximo mundial de futebol, ocupe, novamente, posição de vanguarda nas iniciativas de combate ao trabalho infantil e proteção das crianças. 
A iniciativa é do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), a OIT e o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI).
Fiscalização
Dados do Ministério do Trabalho apontam que entre 2007 e 2009 foram realizadas 3.300 ações fiscais, com regularização da situação de 16.894 crianças e adolescentes. Com o aumento na fiscalização o número de crianças encontradas em situação de exploração no Brasil diminui a cada ano.
Nos quatro primeiros meses de 2010 já aconteceram 349 fiscalizações e o afastamento de 594 crianças e adolescentes. Segundo o chefe da Divisão de Fiscalização do Trabalho Infantil, Luiz Henrique Ramos Lopes "Essa retração está de acordo com os números da Pesquisa Nacional por Amostra Domiciliar (Pnad), do IBGE, que tem registrado um número menor de crianças trabalhando.
 
Então, vamos curtir os Bafana, Bafanas e o Brasil, ajudando a combater o trabalho infantil

4 comentários:

Gostei muito deste post.
É isso: lugar de criança é na escola!
BEIJOSSSSS

Olá! querida! muito importante seu post! é muito triste :O( temos que ajudar e temos que divulgar!
Parabens pela iniciativa!
bjinhusss
AmoJoias
www.amojoias.com

Eu amo joias e fiestas...
Olá meninas, obrigada pelos comentários.
Vamos sim.É isso mesmo, lugar de criança é na escola e brincando.
Beijos.

luta de classe dominante,dominando cada mult do imperialismo ganha um pais a ser explorado
escravo de hong kong fabricam tv japonesa
tenis americano na mao escrava chinesa..
aki no brasil e na africa as mao sem digital e mao de obra barata....!

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar