Menu Principal

LER ou LER?

6
LER de percorrer com a vista, ou LER de falta ou perturbação da saúde?
Embora a grafia seja a mesma, em determinado contexto, os significados são completamente diferentes.
Aqui nos referimos a LER-DORT - Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho.
Significado e definição: Conjunto de doenças que acometem o sistema músculo-esquelético de trabalhadores submetidos a determinadas condições de trabalho. 
Apresentam vários sintomas concomitantes ou não, e geralmente são: dor, parestesia, fraqueza muscular, fadiga, sensação de peso, etc.
Como são doenças relacionadas ao trabalho, o desenvolvimento é multicausal por isto, a definição do nexo causal é parte importantíssima no diagnóstico que por sua vez depende de uma boa anamnese ocupacional.
Os fatores de risco que envolve essas patologias estão interligados, na verdade o que ocorre é uma interação de vários fatores no próprio local de trabalho: pressão da chefia, sobrecarga física, assédio moral, más condições do ambiente de trabalho, etc.
Dentre esses fatores, existe um em especial que colabora em muito para o surgimento da LER/DORT que é a sobrecarga osteomuscular que pode ser causada por: excesso de força na realização das tarefas, repetitividade, duração da carga, má postura das estruturas envolvidas na realização das tarefas.
Principais sintomas:
Dor e queimação, limitação da amplitude de movimento, fadiga, perda de força muscular, dificuldade de realizar atividades de vida diária (higiene pessoal, picar alimentos, pentear cabelos, segurar um copo, etc), depressão em função das dores e limitações, parestesia (formigamento), Edema (inchaço).
Diagnóstico: A dor é fator importante e sempre presente nos casos de LER/DORT. A evolução desta deve ser observada e analisada juntamente com o aparecimento de outros sintomas que já foram citados, mas vale relembrar: parestesia (formigamento), edema, limitação de movimentos, perda de força muscular, etc. 
Cada um destes fatores sinaliza o comprometimento de uma ou mais estruturas do corpo, que podem ter etiologias inflamatórias, compressivas, entre outras. O fator emocional, não deve ser descartado em hipótese alguma visto que, pode desencadear e agravar vários sintomas.
Tratamento: A eficácia do tratamento depende em muito da anamnese ocupacional, definição do nexo causal e do diagnóstico muito bem feitos. É muito importante que sejam definidas as estruturas acometidas e qual a forma de comprometimento das mesmas, ou seja, inflamação, compressão, pinçamento.
Segundo dados do INSS, atualmente os trabalhadores do sistema bancário são os mais acometidos por LER-DORT, devido à natureza e processo de trabalho, e consequentemente os que mais se afastam para tratamento de saúde.
Mas, atenção: Ficar muito tempo na frente do computador pode ser danoso para a saúde, além de dificultar o estabelecimento do nexo causal na relação entre o mundo do trabalho e o doméstico, levando em algumas situações a negação do benefício previdenciário.
Autora: Patrícia de Freitas Barros Monteiro Fisioterapeuta/Acupunturista - Brasília/DF.
Técnica da área de Saúde do Trabalhador.

6 comentários:

Excelente seu post.
Muitos problemas começa com uma simples Tendinite e pode ficar crônico se tornar-se repetitiva. É preciso tomar muito cuidado e ter muita consciência sobre o corpo e seus limites.
Beijos,
Mari

Muito interessante Beth. Desconhecia esse termo.

grande bjo

AAAAA ,agora que vi seu blog na Central Blogs, votarei sempre que puder
^^

Oi,
Beth,
passando, LER as novidades e uma visitinha...é amiga, a Ler é um fato e não acomete apenas adultos já vi crianças e adolecentes atendidos c/sintomas de ler por uso constante e indiscriminado de games e computadores. Resta aos pais impor limites para combater essa doença da vida moderna.. Beijão no seu coração, fica com Deus

Olá minha querida!
Fiz a "travessia" só para te deixar o meu grande beijo e para agradecê-la pela informação! Eu não conhecia, embora já tivesse escutado o termo, mas não sabia de suas causas e conseqüências. Lendo e aprendendo, minha amiga!
Super beijo!
Jackie

nossa guria q curioso
naum imaginava q existisse tal doença
agora fiquei antenadissima
bjão guria
PS:adorei meu link em seu blog desde ja agradeço e estou levando o seu para meu humilde cantinhuuu

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar