Menu Principal

Um acorde dissonante

0
Devo reconhecer que a postura da Marina Silva refutando as criticas do DEM/PSDB, que tentavam rotular a candidata Dilma de terrorista, é condizente com a sua história de lutas, inclusive ao lado de Chico Mendes, e bastante dissonante do arco de aliança política que escolheu. Uma pena.
Em evento que participou Marina Silva defendeu a atuação de Dilma Rousseff (PT) na luta armada contra a ditadura militar, e repeliu a classificação de Dilma como “terrorista”.
Essa classificação é difundida na internet contra a candidata do PT e fazia parte de material apócrifo distribuído no primeiro semestre por funcionários do DEM na Câmara dos Deputados.
Disse Marina: "Acho que ela lutou por democracia. Tinha um grupo de jovens que foi à luta por um direito sagrado. Não acho que seja correto ficar chamando de terrorista".
A candidata do PV manifestou-se favorável à instalação de uma Comissão da Verdade para apurar crimes políticos, matéria em que o DEM/PSDB são radicalmente contras. "Temos que tirar esses cadáveres do armário", afirmou.
Marina também se declarou favorável à manutenção do status de refugiado político concedido pelo Ministério da Justiça ao escritor e ex-ativista político italiano Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália sob a acusação de que praticou quatro assassinatos.
Vale lembrar que à época os líderes dos dois partidos esbravejaram tanto, que acabaram por contaminar a opinião pública e o próprio STF.
Contaminada, a população passou a apoiar a posição do DEM, sem ao menos conhecer a outra versão dos fatos, contada no livro intitulado “A farsa do Supremo no Caso Cesare Battisti”, e anexado aos autos do processo.
Questiona Maria: "O Brasil tem tradição de dar abrigo, já deu até para ditadores. Por que seria diferente nesse caso?".
Bato palmas para Merina.
Mas também devo reconhecer que a continuar por esta estrada, provavelmente atropelará sua história de lutas, seu passado político, e perderá a oportunidade de se credenciar como uma personalidade de relevância nacional em um cenário não muito distante.
Marina então, terá perdido o “Bonde da História e do Desejo de construir um país melhor”.
Bato palmas para Marina.
Bato palmas, mas, não tenho dúvidas: a minha candidata continua sendo Dilma Rousseff.
Por um país de todos e todas!

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar