Menu Principal

Menina ou menina? Não importa. O cuidado deve ser o mesmo.

0
Vem aí o dia 12 de outubro, e com ele mais alegria e encantamento.
Crianças, muitas crianças! Quanto mais, melhor.
Por isso, na hora de comprar os brinquedos, caros ou baratos, segundo o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), a palavra chave deve ser a segurança dos pequenos.
Comércio legal
A mais importante dica do órgão é para que os pais procurem sempre pontos de venda legalmente estabelecidos. O Inmetro lembra que o comércio informal oferece, muitas vezes, produtos semelhantes aos comercializados em estabelecimentos legais e com preços atrativos, mais que podem oferecer risco. Aqui vale o ditado: “O barato que sai caro!”
Os riscos
Segundo o Inmetro, entre os riscos de brinquedos não fiscalizados estão tintas com concentrações de chumbo, cádmio e outros metais pesados acima do limite permitido pelo regulamento. Também oferece risco pontas e bordas cortantes, que podem ferir a criança durante o uso do brinquedo, e emissão de ruídos acima do permitido pela legislação.
A importância da Nota fiscal
O Inmetro ainda ressalta que os pontos de venda legais fornecem aos pais a nota fiscal, o que possibilita a garantia do consumidor de que ele pode reclamar do produto com a própria loja, com o fabricante ou nos órgãos de defesa do consumidor.
A segurança
Ao escolher os brinquedos os pais devem procurar produtos que tenham o selo de identificação da conformidade na embalagem e que contenham a marca do Instituto ou do organismo acreditado pelo instituto responsável pela certificação.

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar