Menu Principal

Ainda estamos muito longe, mas chegaremos lá...

4
A pesquisa Mulheres brasileiras e gênero nos espaços público e privado realizada em 2010 pela Fundação Perseu Abramo, por meio de seu Núcleo de Opinião Pública, e em parceria com o SESC, apresenta a evolução do pensamento e do papel das mulheres brasileiras na sociedade. Entre os temas abordados no estudo estão: Percepção de Ser Mulher: Feminismo e Machismo; Divisão Sexual do Trabalho e Tempo Livre; Corpo, Mídia e Sexualidade; Saúde Reprodutiva e Aborto; Violência Doméstica e Democracia, Mulher e Política.
A introdução do recorte de gênero é a grande inovação deste estudo que desta vez ouviu mulheres e homens sobre a situação da mulher brasileira. Os resultados podem ser comparados aos do estudo realizado pela FPA em 2001. Essa comparação aponta melhorias na situação da mulher, mas também comprova que há um longo caminho a percorrer na valorização e na inserção da mulher na sociedade.
A pesquisa foi realizada em agosto de 2010 e ouviu a opinião de 2.365 mulheres e 1.181 homens, com mais de 15 anos de idade, de 25 unidades da federação, cobrindo as áreas urbanas e rurais de todas as macrorregiões do país. O levantamento envolve a inclusão de 176 municípios na amostra feminina e 104 na masculina. A margem de erro da pesquisa é entre 2 e 4 pontos percentuais para mulheres e entre 3 e 4 pontos para os homens, em ambos o intervalo de confiança é de 95%.
Entre os temas abordados, a violência é o que chama mais atenção na comparação com a pesquisa anterior. Com relação à violência doméstica, em 2001, foram 12 modalidades abordadas; em 2010, foram 20. O tema Aborto foi mais aprofundado, entre os dados, estão os motivos que levaram muitas mulheres a terem abortado, como a falta de condições econômicas para ter um (ou mais de um) filho e a falta de uma relação estável e apoio do homem de quem engravidaram.
Fonte: http://www.fpabramo.org.br/

4 comentários:

Passei por aqui para me atualizar, como sempre. rsrs
Excelente iniciativa. Se eu entrar no link da fonte conseguirei os dados da pesquisa? Estou há algum tempo querendo postar sobre a violência contra a mulher.
beijos

Oi Atena,
Te indiquei para um Meme literário. Espero com ansiedade o seu. rsrsrs
Está lá no Travessia.
Quanto ao link, é este: http://www.fpabramo.org.br/blog/pesquisa-sobre-mulheres-brasileiras-novos-capitulos-sexualidade-e-violencia-no-parto
Vou adorar ver o seu post sobre o tema. Beijão.

Querida Beth
Estamos longe, mas graças a iniciativas e campanhas como você
vem fazendo no Travessia, para informar e fortalecer estas questões são fundamentais!
Parabéns pelo excelente artigo.
Beijos mil

Oi, Beth, prazer.

Pois então, gosto de textos asism, porque mostram a realidade.
Ainda ontem vi uma jovem mulher (19 anos) em depressão pós parto, porque o pai da criança a deixou.
E assim são milhares e milhares. Ficam grávidas sozinhas com as crianças. E a partir daí, LUTA. Sofrimento. Porque para quem quase nada tem, não é fácil, memso com bolsa família, isso ou aquilo. E#m minha cidade, não tem creches para quem precisa trabalhar. Portano, imagina a realidade dessa mãe para ajudar a criança a SOBREVIVER.

Abração,

Lena.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar