Menu Principal

Elas cuidam de tudo e de todos

4

Da sua casa, dos seus filhos, dos seus pais e até dos seus animais de estimação.
Será que você cuida dela com a devida atenção?
E sem ela, o que seria da sua vida?
É, hoje é dia dela!

Conseguiram o reconhecimento de alguns direitos trabalhistas, mas ainda é preciso avançar nessa questão, defende a ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros.
“Os que são contrários argumentam que isso encareceria o trabalho doméstico. Como é um trabalho realizado dentro de residências poderia, com essa ampliação dos direitos, provocar uma tendência dos patrões de abrir mão de trabalhadoras que reivindicassem esse tipo de tratamento igual ao de outras categorias e dar preferência para trabalhadoras que aceitassem trabalhar de forma mais precarizada”, afirmou.

A ministra argumentou ainda que houve um aumento na renda das famílias nos últimos anos e que uma classe trabalhadora não pode ser penalizada por exercer seus direitos. “Não é possível pensar que dentro de um processo no qual tantos setores da classe trabalhadora se beneficiaram pelo desenvolvimento – econômico - que tenhamos um grupo que seja penalizado para manter a integridade da renda de outros grupos.”

A subsecretária de Articulação Institucional e Ações Temáticas da Secretaria de Políticas para as Mulheres, disse que o governo está trabalhando para poder equiparar os direitos das trabalhadoras domésticas ao de outras categorias.
“Constituímos um grupo de trabalho para estudar os impactos socioeconômicos da ampliação de direitos para essa categoria. Nossa intenção é, a partir do que já existe de legislação para esse grupo, quais são os outros elementos que devem ser assegurados”, afirmou.

Disse ainda que as trabalhadoras e representantes dos empregadores precisam discutir como deve ser a garantia desses direitos. “Temos percebido que é necessário ampliar a formalização e a valorização do trabalho doméstico. Estamos propondo que se restabeleça uma mesa de negociação entre todas as partes envolvidas para que possamos ampliar as condições da trabalhadora”.

Segundo ela, também faz parte do debate a absorção dessas trabalhadoras em serviços públicos como creches e restaurantes populares o que poderia ajudar a reduzir o número de empregos domésticos informais. “Toda ação que temos pensando junto com a formalização e a melhoria desse trabalho, é, ao mesmo tempo, a eliminação dele. Agora, isso vai demandar tempo porque é preciso criar creches, lavanderias coletivas, restaurantes públicos.”

De acordo com a secretaria, há no Brasil 7,2 milhões de trabalhadores domésticos – 93,6% desse total são mulheres. Entre as trabalhadoras domésticas, 61% são negras e 28% delas tem a Carteira de Trabalho assinada.

E aí, pensou que eu me referia à sua mulher, mãe ou irma, né?
Então pense nisto e se for necessários, reveja os seus conceitos em relação a esta categoria de trabalhadores (as), que pode estar em extinção.
Comece dando-lhe um abraço de parabéns pelo seu dia.
Bom dia!
Fonte: EBC

4 comentários:

Essas grandes mulheres merecem todo nosso respeito e apreço não apenas neste dia dedicado a elas mas diariamente sendo tratadas com respeito por seus patrões.

Parabéns mais uma vez amiga Beth por sua sensibilidade.

Abraços

Expedicionários

Olá, Beth
Oportuno e muito importante, lembrar das domésticas e dmésticos, são merecedores de nosso carinho. Hoje,não posso me dar ao luxo de ter doméstica em casa (professor tá com o salário defasado rsrs)mas quando tinha, tratava como uma amiga, afinal,
trabalhavam, comiam e dormiam
em munha casa. Mesmo diarista,
merecem respeito, carinho e remuneração justa.
Parabéns à todas!
Beijinho, Beth!

Oi Lúcia,
Você é que é uma pessoa sensível comentando o post.
É isso mesmo, elas merecem uma remunerção justa, como todos os outros trabalhadores.
Obrigada querida.
Bom final de semana.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar