Menu Principal

Será que o Salvador salvará Salvador?

5

Apesar de ser um direito assegurado pela Constituição Federal, a liberdade de culto é um dos direitos fundamentais mais desrespeitado em nosso país. 
Como forma de sistematizar e monitorar episódios criminosos dessa natureza nos últimos dez anos, foi lançado no dia 28/05 em Salvador, o Mapa da Intolerância Religiosa – Violação ao Direito de Culto no Brasil.

Organizado pelo pesquisador Marcio Alexandre Gualberto, o documento inédito organiza em nível nacional os casos de desacato à liberdade de culto cometidos contra religiosos da matriz africana, muçulmanos, judeus, católicos, entre outros grupos religiosos. Mesmo relatando casos contra esses grupos, o autor afirma que o praticante das religiões de matriz africana continua sendo a vítima preferencial.


O objetivo do trabalho realizado não é apresentar apenas denúncias, mas mostrar o quanto se tem avançado no combate à intolerância religiosa e à importância do esforço de organizações e de movimentos sociais e religiosos que se mobilizam, se articulam e pressionam o poder público para pôr um fim à intolerância religiosa.

A intenção é de que a publicação não seja uma ação pontual, mas que dê início a um projeto permanente com a criação de um site que receba denúncias de todo o país, aponte os estados onde ocorrem mais casos e encaminhe as denúncias aos órgãos respectivos de cada estado ou município para que possam dar solução às intolerâncias sofridas.

Pelo Mapa da Intolerância, Salvador, considerada como o estado brasileiro com a maior população negra do país, e de maior tradição de cultos com matriz africana, não escapa da intolerância.
Das duas uma: Ou a população acredita que não veio das senzalas, ou o avanço da intolerância religiosa e cultural está se alastrando como rastilho de pólvora. Também fazem parte do Mapa, com destaque, Maranhão, Alagoas e Rio de Janeiro.

Ou resgatamos sem demora à condição de Estado Laico no país, ou não demorará muito para estarmos sendo identificados ou identificando os "pagãos e filhos do demônio", tal qual acorreu na Alemanha Nazista.

5 comentários:

Oi,
Beth,
amiga espero que esse resgate não demore muito a chegar. E acredito que esse "resgate", esta na consciência de cada um de ser livre e permitir que o outro também o seja.
Bjos.

Pois é, sempre me senti privilegiada por viver num país multirracial, multicolorido, alegre e tolerante (comparado a outros pelo mundo). Parece que a coisa mudou.
Quando navego na web fico pasma com as demonstrações de intolerância e preconceito. Agora, uma coisa que me deixa p. da vida é estar na nossa constituição que o Brasil é um país laico e na prática o que se vê é totalmente diferente. O congresso com bancadas de religiosos já está passando das medidas!!!
Socorro, quero um país realmente laico! rsrs
beijos, minha querida

Olá querida Beth
Devemos contestar qualquer tipo de intolerância!
Seja de raça, cor, sexo e crenças!
Parabéns pela divulgação e artigo!
Beijos

A briga é boa Beth. Mas acredito piamente na nossa vitória. "Quem é ateu e viu milagres como eu..."

abraços

Olá Beth,

Eu acredito que essa intolerância, não seja significativa em termos reais. É, talvez, mais uma acção de propaganda, de uma minoria, com poder económico para isso.

O povo brasileiro, com uma diversidade cultural e religiosa tão grande, não se vai deixar abater por uma campanha intimidatória como essa. :)

Beijos!

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar