Menu Principal

As vacas da California comem melhor do que as crianças da África.

2
São 7 bilhões de pessoas em todo o mundo.
1 bilhão passa fome...

Nos principais países ricos 44 milhões de pessoas estão desempregadas, sendo que a Espanha é quem tem a mais alta taxa de desemprego (21%). Lá, o número de pessoas sem trabalho soma a população de Madri e de Barcelona juntas.

Os EUA, tem 14 milhões de pessoas oficialmente desempregadas, além de 11 milhões de "subempregados", que estão trabalhando menos do que queriam ou deveriam.

Que a revista britânica The Economist tem uma linha editorial conservadora, nunca houve dúvidas. Mas porque será que a publicação resolveu elaborar um dossiê sobre o desemprego no mundo?

Resposta: Estatísticamente está comprovado em todo o mundo econômico que "o custo humano e social da crise é pago amplamente pelos que não têm trabalho, porque o desemprego incrementa a depressão, os divórcios, o abuso de drogas e tudo o há de ruim na vida das pessoas, tirando-lhes a esperança de futuro". Além de impedir que o capital se reproduza.

Ainda segundo o The Economist, a estimativa é que em 2.012 aproximadamnte 20 milhões perderão seus empregos e estarão sendo sacrificados  em nome da austeridade, especialmente no setor público, o que não só aumenta o desemprego, como piora a qualidade dos serviços públicos, que atendem à maioria pobre da população – que sofre duplamente, com a perda do emprego e a deterioração dos serviços sociais que os atendem.

E o desemprego no mundo só não é maior porque a China cria 40 milhões de empregos por ano, bem como como os países progressistas da América Latina – incluindo o Brasil e a Argentina -, onde o desemprego tem sistematicamente diminuído, justamente pela substituição de políticas neoliberais por políticas que priorizam o emprego e o mercado interno de consumo popular.

Para os brasileiros que ainda padecem do complexo de "vira-lata", é bom ressaltar que o desemprego entre os jovens chega a 41,7% na Espanha, 50,5% na Africa do Sul, 27,8% na Itália e  23,3% na França.

Enquanto isso...

A taxa de desemprego na América Latina está entre as menores do mundo, bem menos do que nos EUA e na Europa, refletindo políticas de manutenção do crescimento e da distribuição de renda por aqui, e de ajuste e recessão por lá.

Então, qual será o nosso segredo?

-Simples: As nossas vacas comem. Mas nós também comemos as vacas!

Pense nisso e pare de achar que o Brasil está perdido.

(Texto inspirado em um artigo do Emir Sader)

2 comentários:

gostei muito do seu blogger estou seguindo suas noticias no dihitt
sucesso pra vc bjs
Game para celular

Este cenário é assustador, especialmente pq as pessoas mais velhas estão vivendo mais, ou seja, precisam se manter, para tanto, também trabalham.

Quanto o motivo para o desemprego, puxa... se isso é verdade ou parte dela, é conveniente ter pessoas doentes para os Governos pagarem a conta (ou nós, os assalariados?!)?!

Bjs

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar