Menu Principal

Segredo é pra quatro paredes...

5
Intimidade exposta

Intimidade, diz o dicionário, é também sinônimo de privacidade. Corrigindo: já foi, não é mais, com tanta gente se exibindo nas redes sociais (com o perdão pela rima).

Mas houve um tempo, não muito distante, em que a vida íntima era assunto da esfera privada. Quando muito, era sussurrada aos ouvidos mais curiosos em comunidades em que pouco havia para se fazer, além de especular a vida alheia. Não raro, o que era revelado pertencia mais à imaginação do que à realidade dos fatos. Quem mais sabia (supostamente) o que acontecia entre quatro paredes eram os sacerdotes, senhores dos segredos de confessionários.

Mas, num tempo ainda mais distante, não havia ambiente para a vida íntima. Coabitava-se o mesmo espaço em domicílio com um único cômodo, onde o que tivesse que ser visto ou feito via-se e fazia-se com a discrição possível, na presença de filhos e avós. Era comum na Idade Média amontoarem-se todos num único compartimento, ou mesmo num único leito. Entre os nobres, era normal receber convidados sem sair da cama. A arquitetura evoluiu com os costumes e as residências, séculos depois, receberam quartos e outras divisórias, que passaram a preservar a intimidade dos membros da família.

Isso até época recente, quando se introduziu nos ambientes da casa um quase eletrodoméstico: o computador. Daí às redes sociais foi um passo e abriu-se a intimidade do lar para até onde alcançam as conexões, atravessando oceanos e continentes em frações de segundos. E, uma vez capturada uma imagem, uma palavra ou um diálogo, tal como uma caixa de Pandora, não há mais como aprisionar o que dali escapou. Seja um conchavo entre corruptor e corrupto, ou um momento mais íntimo de uma pessoa ou de um casal.

Um vício pernicioso

Foto ou vídeo armazenado no computador corre o risco de ficar exposto a olhares impertinentes. Às vezes, basta um descuido. Em outras, pode ser por vingança (atenção, mulheres que tiram a roupa para homens que juram amor eterno!), engodo, golpe ou brincadeira de mau gosto. Mais comum ainda é exibir-se por pura vaidade, distendendo cada vez mais os limites do que é público e do que é privado. Isso sem falar em hackers e crackers, que navegam com muita competência por um emaranhado de códigos binários. Todos que possuem um computador e têm acesso às redes sabem dos riscos desse espelho que tudo vê e tem memória.

É pouco provável que a atriz global Carolina Dieckmann, que ora ocupa as manchetes por ter tido a sua nudez exposta na internet, não soubesse avaliar o perigo. Segundo o advogado dela e do diretor de TV Tiago Worcman, com quem é casada, as fotos foram tiradas para a “intimidade do casal”. Intimidade é um conceito que merece nova reflexão e abordagem numa sociedade que gosta de se expor continuamente nas redes sociais, exibindo imagens e opiniões em ritmo alucinante – quase um novo vício. E quando se configura como tal, tão pernicioso como qualquer outra droga.

Segredo é pra quatro paredes

No caso da atriz, não foi por vontade própria, mas os computadores e as redes sociais não são o melhor lugar para exercitar a ingenuidade. Não é no computador o melhor local para pôr seja lá o que for que não se queira revelar – ou ver revelado por obra de outros, sejam ex-namorados, hackers ou crackers, ou até mesmo um funcionário de uma oficina de informática.

A internet é também um território ainda sem lei, em que advogados e juristas tentam adentrar, com velhos códigos e legislações, tentando encontrar conexões no desconhecido mundo virtual. Mesmo que a atriz venha a obter algum ganho pecuniário, é evidente que o “estrago” feito não repara o dano, posto que atinge valores que não podem ser mensurados. Quanto vale a intimidade exposta de uma pessoa? Qual o valor que repara o abalo psicológico?

Para o caso da atriz e outra(o)s internautas, vale aquele velho axioma, ligeiramente adaptado para os dias atuais: Segredo é pra quatro paredes. Desde que não se instale uma webcam no quarto!

Por Celso Vicenzi - Jornalista/Observatório da Imprensa

5 comentários:

Olá Beth !!! :)

Adorei sua escolha para partilhar conosco, este é um assunto super importante e atual que deixa claramente a mensagem de que precisamos refletir e mudar certas condutas nos dias de hoje.
Creio que as novidades chegaram tão rapidamente que as pessoas se deixaram levar e nem se dão ao trabalho de analisar o que fazem neste meio... Vejo uma bagunça total, um exagero de exposição que beira a insanidade, isso sem contar os perigos ainda difíceis de contornar como o caso da atriz ou dos criminosos que se aproveitam desta nossa ansiedade e ingenuidade para levar a melhor...
Me pergunto também porque ainda mantemos tanto interesse ou nos espantamos diante de certas coisas tão naturais... mas isso já é complexo demais para comentar rsrs
Que o texto nos sirva de reflexão para que tenhamos mais cuidado com nossas atitudes :)

Grande beijo e bom restinho de semana !!!!

(depois passo lá para o dht, agora dei uma fugidinha rsrs) beijos

Já me disseram que eu viajo na maionese porque não coloco nada na web que seja de cunho familiar ou privativo. Eu hein? O seguro morreu de velho.
Inclusive em meu pc só tem material que não me causaria dano se fosse divulgado.
Estou aguardando a resposta da pergunta que lhe fiz no último comentário, pois gostaria de conferir se não é "outra" viagem minha. rsrs
beijos

Olá Beth;

muito apropriado o texto! Sim, hoje em dia privacidade é coisa delicada, quem quiser preservar a sua, deve começar por pensar 2x (ou mais!) antes de expor a sua vida nas redes! Do contrário, não poderá se queixar...

Um abraço!

Olá querida amiga.
Desculpa a longa ausência.
E por falar nesse assunto,realmente falaremos particularmente.
Excelente abordagem minha amiga, eu retirei fotos até da minha família do facebook,mesmo estando configurado ao acesso restrito.
Fico horrorizada com este povo que acha que esta " abafando na net ", colocando suas intimidades escancaradas nas redes.
Um absurdo. Comportamento de gente doente mesmo, precisam de tratamento.
Mas o " ego " doente é um caso grave de patologia mental.
Uma ótima semana.
Beijos com carinho.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar