Menu Principal

O Pavão de Ipanema

2
E o Pavãozinho também...

Continuando o meu passeio "turístico" após à Rio+20, resolvi subir o morro. Desta vez de elevador.
Durante décadas a classe média bossa nova de Ipanema conviveu com "os do morro" como se esses fossem invisíveis. Era meio que um acordo tácito, firmado apenas por um lado: vocês fingem que não moram em Ipanema, e nos fingimos que vocês não existem.
Mas dois elevadores mudaram o rumo das coisas.
São panorâmicos e ligam a comunidade do Cantagalo à estação do metrô General Osório, em Ipanema, na Zona Sul do Rio. Estão há um ano (30/6) unindo o morro ao asfalto.
A construção da Secretaria de Transportes marcou o começo de uma nova vida para os moradores do Pavão-Pavãozinho/Cantagalo - depois da inauguração de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) em dezembro de 2009 - e colocou a comunidade na mais nova lista de atrações turísticas da cidade.

"O elevador é uma das principais ações do governo no que diz respeito à integração social. Antes da construção do equipamento, o local estava em situação de completa degradação, com lixão a céu aberto, e total desordem urbana". Hoje, os moradores da comunidade têm seu direito de ir e vir garantido, com alto padrão de mobilidade. O resultado da operação neste primeiro ano está mais que aprovado, e é neste ritmo que continuaremos trabalhando" - comemorou um integrante do governo do Rio de Janeiro.

Do “Mirante da Paz”, que fica no ponto mais alto do complexo, é possível ver a praia de Ipanema e cartões-postais da cidade, entre eles a Pedra da Gávea, o Cristo Redentor, as Ilhas Cagarras e a Lagoa Rodrigo de Freitas. As torres, revestidas por lâminas metálicas coloridas em dégradé de tons de verde e azul, chamam a atenção de quem passa pela Rua Teixeira de Melo.

Além de ponto turístico, os equipamentos permitem, desde 30 de junho do ano passado, com que os mais de 10 mil moradores das comunidades possam fazer o longo percurso entre suas casas e o asfalto em cerca de cinco minutos. Antes era um “sobe e desce” de pelo menos 700 degraus.
Quando for ao Rio, confira.

Ilhas Cagarras
Bom inicio de semana!


2 comentários:

Vixe, como faz tempo que não vou ao Rio.... Na minha última ida ainda não existia esse elevador.
Ando enlouquecida para voltar lá, pois o Rio é o meu passeio preferido.
Confesso que nunca visitei uma favela,não por preconceito, mas nunca ninguém me levou a alguma e lá sempre dependo de caronas.
Dá pra ir sem susto, mesmo? rsrs
Eles são os que tem o melhor visual da cidade, neste sentido são privilegiados. Pelo menos em alguma coisa, né? rsrs
beijocas

Prazer em recebê-la em nosso espaço Beth!
A linguagem do amor não requer esforço pra ser entendida...tem uma vibração tão forte e inconfundível, que nos leva direto à paz...ah, se todos a ouvissem e seguissem seus ditames, viveríamos num mundo tão mais digno pra todos...
Obrigado pela sua visita!
Um beijo pra você.
Bíndi e Ghost

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar