Menu Principal

Tudo no mundo é frágil, tudo passa…

3

Fanatismo
Minh'alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão de meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida…
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!

“Tudo no mundo é frágil, tudo passa…”
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!
E, olhos postos em ti, vivo de rastros:

“Ah! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: princípio e fim!…”

Florbela Espanca

Nota: Poema musicado pelo Fagner.

3 comentários:

O amiga Beth , esta poesia é simplismente bela , o Fagner em sua essência melhor ainda abraço !

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Olá querida Beth, como vai ?

Que delícia de partilha !! Antes de comentar você precisava ver a cena aqui, eu curtindo a música bem alta e cantando junto ! Que momento gostoso, amei !
Não sabia que esta música era um poema de Florbela que me encanta a cada leitura que faço, sou admiradora fervorosa de textos como os dela, cheios de intensidade e este não foge à regra, pura entrega !

Muitos beijossss e que seu fim de semana seja ótimo !! :)

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar