Menu Principal

A cada dez homens pobres na América Latina, há 12 mulheres na mesma situação

4
E é a gravidez precoce que prejudica tanto em relação à educação, quanto a inserção no mercado de trabalho. 

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) expressou hoje (27) preocupação com a “feminização da pobreza”, no lançamento do Relatório Panorama Social da América Latina 2012, em que foram divulgados dados sobre pobreza, políticas públicas, distribuição de renda e emprego na região. A cada dez homens latino-americanos pobres, há 12 mulheres na mesma situação.

Segundo o relatório, o fato de as mulheres terem níveis de pobreza mais elevados que os homens está relacionado com o mercado de trabalho. A porcentagem de pessoas do sexo masculino que têm algum tipo de ocupação remunerada é no mínimo 60% em todas as faixas socioeconômicas analisadas – indigentes (extremamente pobres), pobres não indigentes (pobres), vulneráveis não pobres e resto (nem pobres ou vulneráveis). As mulheres, por outro lado, não chegam a esse percentual em nenhuma das categorias, uma vez que a maioria não faz parte do mercado de trabalho.

Na análise da Cepal, são consideradas pobres as pessoas que recebem mensalmente menos de R$ 112 per capita e extremamente pobres as que ganham menos de R$ 98. As estimativas da comissão são calculadas com base no consumo calórico de uma cesta de alimentos de determinada população. São considerados preços urbanos e rurais.

Dentro do grupo das mulheres ocupadas extremamente pobres, entre 35% e 40% trabalham por conta própria (trabalhadoras informais) e cerca de 15% fazem trabalho doméstico. Do total, mais de 20% não recebem pelo trabalho que exercem. No caso das mulheres ocupadas pobres, mais de 60% são empregadas em geral ou trabalham por conta própria, cerca de 20% estão no serviço doméstico e aproximadamente 10% fazem trabalhos não remunerados.

Para a secretária executiva da comissão, Alicia Bárcena, há necessidade de se investir em políticas públicas na região voltadas a esse público, como o aumento de creches, de escolas e de informes periódicos direcionados a adolescentes. Uma das preocupações é a gravidez precoce em mulheres na adolescência, o que prejudica tanto a educação quanto a inserção no mercado de trabalho. De forma relacionada às mulheres, as crianças são outra faixa analisada pela Cepal com altos níveis de pobreza. De acordo com o relatório, 51% das pessoas extremamente pobres na América Latina têm menos de 17 anos de idade.

O relatório da Cepal sobre a América Latina faz parte de uma série de estudos que tiveram início em 2010 sobre os aspectos sociais e a dinâmica da desigualdade na região. Os dados são uma compilação das informações semelhantes à Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) de cada país.

Fonte: Agência Brasil

4 comentários:

Precisamos urgentemente de um amplo programa de PLANEJAMENTO FAMILIAR, coisa que as religiões covardemente negam às populações mais pobres e necessitadas.

Talvez, se levar-mos em conta nem as adolescentes eram para engravidar isso porque muitos pobres tem acesso a TV e radio, com certeza também nas escolas municipais deve ter algum programa de concientização, mas como a ignorãncia muitas vezes ultrapassa as barreiras do conhecimento...
Vejo muitas garotas e garotos que dizem que só pq são pobres se prostituem... Isso é um erro !!

Oi Drauzio,
Acertou na mosca!
Não adianta colocar filho no mundo sem responsabilidade delegada.
Quando a religião interfere nas ações do Estado, vira o que está acontecendo na Faixa de Gaza.
Beijo querido.

Oi Madalena,
Com certeza a prostituição é uma forma degradante de vida, na vida de qualquer pessoa.
O problema é que a “chamada prostituição de luxo”, normalmente praticada por pessoas mais abastadas, não aparece nas pesquisas, porque acontece nos espaços fechados. Então, apenas o que é visível, é fotografado.
Mas, uma coisa tão antiga quanto a humanidade, que envolve vários fatores, é muito difícil de ser combatida, quando há uma parcela da população que paga pelos “benefícios”, inclusive homens que se dizem bem casados.
Obrigada pelo comentário.
Um abraço

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar