Menu Principal

A beijação geral

2
E o beijo insofismável...

Em 1980 explodiu na cidade brasileira de Sorocaba (SP) uma insólita manifestação popular.

Em plena ditadura militar, uma ordem judicial havia proibido os beijos que atentavam contra a moral pública. A sentença do juiz Manuel Moralles, que castigava esses beijos com cadeia, os descreve assim:

"Beijos há que são libidinosos e, portanto, obscenos, como o beijo no pescoço, nas partes pudendas etc., e como o beijo cinematográfico, em que as mucosas labiais se unem numa insofismável expansão de sensualidade".

A cidade respondeu se transformado num grande beijódromo. Nunca ninguém se beijou tanto. A proibição multiplicou a vontade, e teve muita gente que só de curiosidade quis conhecer o gostinho do beijo insofismável.

(Eduardo Galeano, Os Filhos dos Dias)

Pena que à época não existia Marisa Monte e a música "Beija eu, beija eu, me beija...".

2 comentários:

Beth,

Nao sabia e estou morrendo de rir com isso! Cada uma...

Alias, Beijos!

Que tempos aquele hem? E o povo que é sempre tão bonzinho, engole tudo calado? mas quando chegou no beijo, aí foi demais! engraçado!

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar