Menu Principal

Denúncia de intolerância religiosa cresceu mais de 600% em 2012

7
Intolerância em nome da fé

O Estado é Laico e pertence a todos em que nele vive, não importando a crença religiosa, ou, para alguns, a ausência dela.
(Beth Muniz)


-A quantidade de denúncias de intolerância religiosa recebidas pelo Disque 100 da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República cresceu mais de sete vezes em 2012, quando comparada com a estatística de 2011.
***
“Alguns setores, especialmente evangélicos pentecostais, gostariam que essas manifestações africanas desaparecessem totalmente da sociedade brasileira, o que certamente não ocorrerá”. 

“Queremos fazer com que essas comunidades também sejam beneficiadas pelas políticas públicas”.
“Nós consideramos que isso chegou em um ponto insuportável e que não se trata apenas de uma disputa religiosa, mas, evidentemente, uma disputa por valores civilizatórios”.

(Luiza Bairros, ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial - Seppir).

-Embora signifique um aumento de 626%, a própria secretaria destaca que o salto de 15 para 109 casos registrados no período não representa a real dimensão do problema.

Os dados do Disque 100 para a intolerância religiosa podem estar subestimados, de um lado, porque o serviço telefônico gratuito da secretaria não possui um módulo específico para receber esse tipo de queixa, de forma que nem todos casos chegam ao conhecimento do Poder Público.

De outro, a maior parte das denúncias é apresentada às polícias ou órgãos estaduais de proteção dos direitos humanos onde não há nenhuma instituição responsável por contabilizar os dados nacionais.

A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) também não possui dados específicos sobre violações ao direito de livre crença religiosa, mas seu ouvidor compartilha da impressão de que o problema tem crescido nos últimos anos.

7 comentários:

E se dizem cristãos...
Não sei se fico com raiva ou com pena desses crentes que fazem qualquer coisa, menos seguir o exemplo do Cristo.
beijos e boa semana

Beth, perdeu o controle. O caso do Marcos Feliciano, agora, demonstra mais isso: os Governos Federal, Estaduais e Municipais são reféns dos eleitores e bancadas evangélicas.

A elite brasileira falhou, a elite política fechou os olhos e adotou maquiável.

Da minha parte, vou radicalizar ainda mais. Apoio a candidato de partido que aceita apoio do PSC e congêneres, nunca mais.

Fiz campanha para o Lula, fiz campanha para a Dilma, fiz campanha para o Hadad. Nunca mais. O PT fez pacto com o demônio e virou, tal qual PSDB, poder pelo poder. A qualquer preço.

É o fim da picada. E ainda tem a idiota da Marina Silva por vir.

Enfim, falta caráter e Homens de verdade na nossa vida pública. A hora é de detonar os farsantes e abrir a, nem que seja mínima, possibilidade de uma renovação decente. O que está ai, não dá.

Tem meu repúdio e nojo. Me admira a Dilma, pelo passado que tem, se vender por tão pouco. Sempre a achei mais autentica e corajosa. Me enganei. É um José Serra de saias. Nada mais.

Lamento pelo azedume.

Beijos

O racismo contra os negros não se limita apenas a cor, e sim tudo que ela representa...Nos cultos pentecostais e católicos mais extremistas, se ensina sobre as religiões africanas como obras do demônio,, tendo como justificativa a liberdade religiosa..mas a liberdade religiosa tem que se proteger dela própria...senão se torna autodestrutiva. Colocado como obra do demônio está claro que tenta erradicar outra postura, ferindo a liberdade de expressão. Não é só uma questão de falar, pois a palavra impulsiona, justifica e cria ações...Nos cultos afro não é permitido também se falar a mesma coisa das outras religiões. Os católicos bradam a plenos pulmões que são maioria e por isso, tem que ter prioridade, mas isso não é uma disputa, como se faria através de mercados, e sim uma conquista da luta longa e árdua, manchada com sangue...Algumas correntes querem enterrar o passado, para esquecer seus pecados, porém não podem execrar as conquistas derivadas dele,
Beijão!

A doutrina cristã é tão perigosa quanto a talibã, pois deixa várias lacunas que podem ser facilmente preenchidas pelo preconceito, intolerância, violência e outros tantos crimes contra a liberdade alheia.
Os líderes religiosos que só estão preocupados em conquistar volumosas quantias de dinheiro e grande poder político também se aproveitam destas lacunas e da falta de discernimento da população, mau educada, mau instruída e sem cultura, para manipular uma grande massa a acreditar que o preconceito e a intolerância contra determinados setores é bem visto pelo deus que acreditam seguir.
No fundo, a culpa é do poder público que não faz nada para deter estes estelionatários, pois a classe política se utiliza deles como cuidadores de seus currais eleitorais.
Em minha opinião, a religião é o mal do século.

J.S.P disse:
"Fiz campanha para o Lula, fiz campanha para a Dilma, fiz campanha para o Haddad."

José, veja no link abaixo o que você ajudou a construir.

http://www.gibanet.com/2012/07/23/o-que-e-o-foro-de-sao-paulo/

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar