Menu Principal

Será que você é um homofóbico enrustido e não sabe?

14
“Você. Sim, você, que diz que não é preconceituoso porque tem amigos gays.

-Que acha um absurdo homossexuais serem surrados, mas “entende” quando gays “extrapolam” em suas liberdades, tiram outras pessoas do sério e “exageros” acabam acontecendo. 

-Que defende a igualdade perante a lei, mesmo que vivamos em uma sociedade com pessoas que, historicamente, tiveram mais direitos que outras e, portanto, estão em uma situação privilegiada. Pois, para você, igualdade de tratamento deve significar manutenção da desigualdade – ou seja, se houver punição para homofobia também deve haver para heterofobia. 

-Você, que acredita, acima de tudo, na proteção à família cristã, com pai e mãe, como solução para todos os males do mundo.

-Acredite, você pode ser dodói e, talvez, nem perceba. Pois o diabo, ele sim, não está apenas nos grandes atos discriminatórios ou em genocídios, mas também nos detalhes que causam dor no cotidiano. Responda comigo:

-Você fica no fundo da sala de aula tirando barato da colega só porque descobriu que ela é lésbica?

-Envia para amigos, via redes sociais, dados mal interpretados a partir de pesquisas questionáveis de algum instituto de pesquisa de fundo de quintal, “provando” que não é possível criminalizar a homofobia?

-Senta no sofá da sala e concorda com seu pai que alguma coisa precisa ser feita pois o mundo está indo para o buraco e a prova disso é um casal de “bichas” ter se beijado na saída do cinema?

-Na hora de contratar alguém no escritório, prefere o hétero inexperiente do que a travesti mais do que adequada para a função?

-Fica possesso por um hétero se juntar a um grupo de gays e reclamar das piadinhas estúpidas e sem sentido que você faz?

-Vê seu filho brincando de boneca com a amiguinha e, imediatamente, manda ele voltar para casa e nunca mais permite que a veja de novo, pois não quer má influências na formação dele?

-Acha uma aberração às leis de Deus duas mulheres ou dois homens se dedicarem à criação de uma criança, mas gasta todo o seu tempo livre com amigos, terceirizando seus filhos para uma babá?

-Considera que falar sobre preconceito, igualdade, tolerância e homofobia para as crianças na escola fazem com que elas “aprendam” a ser gays e lésbicas?

-Fica lisonjeado quando recebe uma cantada de mulher, mas transtornado quando o gracejo vem de um homem?

****

Se respondeu a “sim” a alguma delas, precisa conhecer mais gente diferente de você.

Se respondeu a “sim” a todas, precisa de ajuda médica. Urgente.

Fonte: Blog do Leonardo Sakamoto

14 comentários:

Pois é, o preconceito é um veneno no intimo da alma.
Respondi sinceramente não a todas as perguntas, porém vi preconceito de minha parte em outros pontos.
Os exageros são ruins para qualquer um, seja hétero, homo ou assexuado.
A família cristã é geralmente a família mais preconceituosa do planeta, perdendo apenas para o Islã, neste ponto aparece um preconceito meu, a religião ensina mais coisas ruins que coisas boas, apenas no Budismo não encontrei ensinamentos maléficos, perversos e preconceituosos.
No caso dos homos adotarem crianças, a única preocupação é com o excesso de zelo que eles poderão ter com as crianças, se tornando mais rígidos que os casais héteros e tornando estas crianças em jovens e/ou adultos inseguros ou radicais.
As leis de qual deus, existem tantos, uns piores que os outros, todos arbitrários, preconceituosos, tiranos, totalitários, narcisistas, assassinos.
Falar sobre preconceito para crianças na escola acho perigoso, pois não acredito que tenhamos suficiente número de professores preparados para este tipo de abordagem, já que grande parte deles são carregados de preconceitos.
E você, onde guarda seu preconceito, qual é ele, sobre o que?

Excelente texto.
Não preciso lhe dizer que respondi não à tudo.
Estou vexada com o discurso que anda na internet sobre o governo querer estimular o homossexualismo nas escolas. Que que é isso???
Como se homossexualismo fosse uma coisa ensinada!
A ignorância anda campeando neste nosso país. Infelizmente. Sem falar no hipócrita discurso evangélico.
Vamos esclarecer, amiga.
beijos

Uma abordagem de muito real e com teor de verdade , a sociedade é toda ela hipócrita e se deixa levar pelas atualizações modernas que se mantém no topo da lista que ela mesma nos impõe.
Está em alta essa de falar sobre esse assunto como se todo mundo fosse um Expert e ou dominassem com total conhecimento.
Isso já é um tipo de preconceito que é relevante por uns se acharem melhor que outro.
Gosto desse tipo de discussão, e, aqui em casa nós somos tolerante e damos total liberdade para nos acharmos e ser inseridos na nossa sociedade.
Bom!!!
Abraço

Muito bom texto,nos faz refletir e rever nossas atitudes.bjs e boa semana,

Pois é, a que ponto chegamos... Agora querem inverter o ônus, atribuindo como doença o fato de uma pessoa não aprovar o homossexualismo.
Meu Deus do Céu...
O que é que está faltando, Jesus Cristo, para que o Pai do Céu exploda essa patifaria que se tornou o mundo.
Sodoma e Gomorra chega a ser "fichinha" perto dessa Babilônia que o mundo se tornou.
Só Jesus... só Jesus!

Oi Atena, Mestra.
O que é isso?
Mais uma sanha elaborada pelos fundamentalistas religiosos que teimam em não aceitar a realidade das coisas, fatos e pessoas.
Até onde tenho conhecimento, é tudo mentira. E não poderia ser diferente.
O seu vexamento me deixa feliz.
Sua amizade também.
Beijo carinhoso.
Fui!

Oi Anônimo,
Porque será que você não se identifica?
A que ponto chega a coragem de uma pessoa, ou a falta dela...
Nem Jesus salva!
Mostre a cara e assunta a sua condição de homofóbico, em nome do seu fanatismo religioso.

Oi Anne,
Pois é...
Refletir é sempre a melhor saída para as nossas incompreensões.
Concordo com você.
Obrigada pelo comentário.
Beijão.

Oi Lu,
Não me espanta o seu comportamento...
Pelo que convivemos no mundo virtual, nunca achei que seria diferente.
Parabéns a você e a sua família.
Beijão.

Sempre bom ler seus artigos Beth, principalmente esses que deixam uma coceira na mão dos menos avisados...
Eu já tinha falado algo a respeito dessas pessoas que começam um comentário: Bom, eu não sou racista, porém...bem eu não sou contra os gays, mas...já começa se justificando, é mal sinal...o que me faz ficar orgulhoso é o que faz bem pro meu coração em saber que tanto os gays, lésbicas, ateus e pessoas de todo o tipo já percebem minha energia de longe e me vêem como amigo...quem tem essa energia positiva dentro de si nada teme, nem castigo divino, nem mão da justiça dos homens ou qualquer mal que venha do céu ou do inferno. Seria interessante que esses defensores da "família e da moral e bons costumes" entendessem que o dinheiro não compra isso e que família não é só pai, mãe, filho e filha, e sim qualquer grupo de pessoas que sinta o outro dentro de si, como se fosse parte de si mesmo.
Bejão

Bem Beth Muniz
Eu gostaria que tu me apontasse em qual revista cientifica foi publicado que esta doença mnetal existe.

Este seria o primeiro ponto.
O segundo ponto é por que cargas dagua eu não tenho o direito de ser preconceituoso.
O terceiro ponto e leia meu artigo e refute se puder.

Homofobia um insulto e uma fraude
http://midiadeofertas.blogspot.com.br/2012/01/homofobia-um-insulto-e-uma-fraude.html

Olá Francisco,
Bem,
Vou responder os seus três comentários em apenas um.
A melhor revista a se observar é a da realidade, que expressa o comportamento humano. O texto não é uma tese científica, e nem pretende ser. Mas, apenas, a observação da realidade de quem trabalha e valoriza mais o material humano que terminadas teses acadêmicas, sem contudo desprezar a Academia.
O artigo realmente tem o poder de fazer as pessoas refletirem sobre determinados comportamentos. E se alguém, por algum motivo se enxergou nele, o objetivo inicial foi alcançado. Para o bem ou para o mal. O que importa é a reflexão.
Claro que você tem todo o direito de ser preconceituoso, se isso te faz bem. Apenas torço para que os seus preconceitos não causem mal a ninguém. Eu, por meu turno, tenho todo o direito de combater comportamentos preconceituosos. Então, estamos empatados. Assim, não há o que refutar.
Retirar filiações das carteiras? De formas nenhuma. Mas, acrescentar, a partir da realidade apresentada, em cada situação. Ou seja: Agregar filiação.
Sobre o dia dos “pães” nas escolas, confesso que não sei o significado. Então, não comentarei.
Sobre o artigo que me indicou, li e o achei muito confuso. Creio que quando se mistura muitas teses sobre o mesmo assunto, o resultado final pode ser o de causar mais confusão que esclarecimento.
Por fim, obrigada pelos comentários.
Um abraço.

Não poderia esperar resposta melhor do que isso.
Reflete com precisão a superficialidade do seu conhecimento sobre o tema.
Ou seja se, não concorda comigo ou ele é homofobico ou é preconceituoso.
Eu não pergunte se o texto é ou não científico.
Quero saber é sobre HOMOFOBIA.
Qual revista científica publicou a pesquisa atestando a existência desta doença.

Francisco,
Você tão científico, mas não sabe interpretar o que lê.
Eu lhe respondi.
Agora, se você espera que eu lhe dê a respostas quer ouvir, sinto muito.
Não vou alimentar polêmica, pois não tenho o mínimo de vontade de polemizar com pessoa arrogante e preconceituosa.
Vá buscar as respostas para as suas indagações noutra freguesia, ou então reze um pai nosso, se souber.
Ah, não se dê ao trabalho de responde porque não irei liberar e muito menos responder.
Fui!

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar