Menu Principal

É preciso acabar com a “inconsciência branca”

2
O papel dos brancos na discriminação histórica sofrida pela população negra

O escritor Frei Betto disse que o Dia da Consciência Negra, comemorado na quarta-feira (20), deveria servir também para que o país enfrente a “inconsciência branca” que, segundo ele, foi construída historicamente no Brasil, desde a colonização europeia na África e do tráfico de escravos para o país.

"A data de 20 de novembro deveria ser comemorada nas escolas com a exibição de estatísticas sobre o papel dos negros na sociedade brasileira. Assim saberiam como são excluídos de nossa sociedade. Essa inconsciência branca precisa ser combatida", disse.

Segundo ele, também foi a falta de conhecimento e de senso crítico que fez surgir o critério de separação por raças, no século 19. "De tal arrogância se nutria a inconsciência branca que se elevou à categoria de pretensa ciência, ao classificar de raça a mera diferença de coloração epidérmica. Não existe raça, essa palavra é equivocada, existe apenas diferença de coloração na pele". Atualmente, o preconceito aparece ainda de diversas e veladas maneiras, mas tem suas raízes profundas, diz. 

O Brasil abrigou mais de 300 anos de escravidão. “Ainda que as leis punam discriminação, sabem os negros que aqui eles são duplamente criminalizados. Por serem negros e pobres. Ao escravo liberto se negou, no século 19, o acesso a terra, que ele bem sabia cultivar.”

A mesma inconsciência branca, afirma ele, é aquela que protesta contra a entrada de negros por cotas nas universidades, que encara com suspeita o negro encontrado em espaços ocupados predominantemente ocupado por brancos, e “que induz a polícia a exibir suas garras ferozes ao revistar jovens negros”.

*****
Pragmatismo Político

2 comentários:

Como podemos ver, esse preconceito que está enraizado nas células, elas só não explodem como antes porque existem as leis que pune. As escolas, os livros, os movimentos criados no sentido de esclarecer esta diferença de cor de pele é muito bom. Porem todo ser humano só se libertará do preconceito quando ele se permitir em fazer uma lavagem dentro de si, e jogar no lixo o egoismo, a vaidade, a intolerância, e a hipocrisia. Somente assim poderá compreender que nós em matéria de cor somos todos iguais. A alma não tem cor, todos os sangues são da mesma cor, as funções fisiológicas são todas iguais, a própria natureza do homem é exemplo vivo da nossa igualdade. E somente quando a criatura se despoja do seu egoismo para descer do seu pedestal, onde ele mesmo se colocou poderá ver que: quer queira ou não somos todos iguais.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar