Menu Principal

O anjo da guarda de Snowden

2
É Sarah Harrison, jornalista britânica que foi fundamental para que Snowden obtivesse asilo na Rússia. 

A vida não anda fácil para quem revela segredos do Estado Americano, do Norte. 

Julian Assange, está há um ano na embaixada do Equador em Londres, e não pode deixar o país por temer ser preso pelas autoridades britânicas e extraditado para a Suécia, onde é investigado por abuso sexual.

Edward Snowden, o principal delator de segredos da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA, está sob constante vigilância em Moscou, depois de receber asilo temporário na Rússia.

Snowden só não está numa situação pior, graças à ajuda que ele recebeu da jornalista britânica Sarah Harrison, uma colaboradora do Wikileaks. Sarah foi fundamental para que o ex-consultor da NSA escapasse dos longos braços do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Depois de prestar toda a assistência a um dos maiores inimigos públicos do governo americano, Harrison se refugiou em Berlim, e está relutando em voltar a sua Inglaterra natal por temer ser detida pelas autoridades locais, com base na legislação britânica antiterrorismo.

Nesta quarta-feira (06/11), ela publicou uma carta pedindo que os delatores sejam protegidos de perseguição, afirmando que divulgar a verdade não é crime.

"O Wikileaks continua sua luta para proteger suas fontes", escreveu Harrison. "Ganhamos uma batalha em relação ao futuro imediato de Snowden, mas a guerra continua". "Snowden está seguro e protegido, afirmou".

"Depois de Assange, Sarah é a pessoa mais competente. Ela é uma jornalista e pesquisadora brilhante e uma pessoa brilhante de modo geral", disse Zimmermann, do Portal Deutsche Welle (Onda Alemã).

Harrison tem 30 anos e é filha de uma família de classe média inglesa. O pai dela é um ex-executivo de uma rede de lojas de roupas e a mãe trabalha com crianças que apresentam dificuldades de aprendizado. Depois de estudar literatura inglesa, trabalhou como gerente internacional de eventos, mas decidiu seguir carreira no jornalismo.

Agora, ela busca refúgio para si, e optou por Berlim.

2 comentários:

No mundo sempre foi assim e acredito que será não sei até quando. Paga-se um alto preço por falar a verdade como se a verdade fosse crime.

É, não é fácil para aqueles que vão contra o sistema. Seja em que país for. tsk tsk
Ainda bem que de vez em quando aparecem esses corajosos como Assange e Snowden
beijos, guria

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar