Menu Principal

Os 90 anos de Zabé da Loca

3
E seu mundo encantado.

A rainha guerreira da Serra do Tungão transformou a fome em força, a dor em esperança e a tristeza em fé inabalável.

Aos 90 anos, 'Zabé da Loca' reuniu cantores, compositores e músicos para celebrar seu aniversário. A festa promovida aconteceu no dia 18 de janeiro, no Sítio Tungão de Santa Catarina, em Monteiro, no Cariri paraibano. O grande idealizador do labacé, que aconteceu na sua residência e recebeu muitos convidados, foi o músico e cantor paraibano Totonho.

Aberta ao público, a festa, promovida pela Associação Cultural Zabé da Loca, teve a participação do músico Totonho e de nomes como Escurinho, Cacau Arcoverde, Mazuca de Santa Catarina, João de Amélia e Trio Regional de Gaita, banda Anima Sono, além do forró pé de serra com Antônio Ferreira e o ‘momento de poesia’ com Zé Rosa e Edmílson.

Totonho relembra que Zabé foi ‘descoberta’ pela Coordenação de Ação Cultural da Secretaria de Reordenamento Agrário, em 1994, que vem mapeando as manifestações culturais do semi-árido nordestino, com assessoria da Fundação Quinteto Violado.

“O pessoal do Ministério do Desenvolvimento Agrário foi ao loteamento 001 e encontrou uma velhinha baixinha, que liderava uma banda de pífano no semi-árido, tomava uma cachaça como se fosse um mate qualquer e pitava cigarro - parecia coisa de faroeste”.

Zabé nasceu nos arredores de Buíque, Pernambuco, e veio com 16 anos para a Paraíba, onde, por 25 anos, residiu em uma loca na Serra do Tungão, o que lhe rendeu seu nome artístico. Há quase dez anos vive no assentamento Santa Catarina, em uma casa que ganhou do Incra no processo de reforma agrária da região.

Lançou seu primeiro disco em 1995, e algumas faixas fizeram parte de uma coletânea japonesa chamada Nordeste Atômico e, em 2009, recebeu o prêmio 'Revelação da Música Popular Brasileira'.

Colecionando diplomas importantes e honrarias, Zabé viajou por todo o país com seu pífano, dividindo os palcos com Hermeto Pascoal, Gabriel o Pensador, Cabruêra, dentre outros, em shows no Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Paraíba e Brasília.

Em 2008, com produção musical de Carlos Malta, foi lançado o seu segundo trabalho, que pegou emprestado para seu batismo o termo que Zabé sempre gosta de falar: 'Bom Todo', cuja a maioria dos temas foi composta por ela.


*****
Publicado originalmente no GGN.

3 comentários:

Eita que espaço "bom todo" sor!
Estamos vendo que se procurarmos achamos de tudo aqui em nordeste brasileiro.
Valeu pela partilha!
Abraço

Zabé da Loca. Uma guerreira por natureza. Um exemplo de força de vontade. Abraços

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar