Menu Principal

A tragédia amorosa do homem que derrotou Napoleão e salvou os ingleses

1
Trafalgar Square é uma das áreas mais interessantes de Londres.

Você tem ali a National Gallery, com seu acervo extraordinário. E tem também, dominando-a, a imagem de Nelson. 

Nelson é tão importante para os ingleses que sua estátua em Trafalgar humilha a do rei Jorge.

Nelson impôs a Napoleão em outubro de 1805 uma derrota no cabo de Trafalgar – daí o nome da batalha e depois da praça de Londres — da qual as forças francesas jamais se recuperariam por completo. Historicamente, a vitória de Nelson em Trafalgar, no sudoeste da Espanha, foi muito mais decisiva que a de Wellington em Waterloo.

Nelson, que já perdera um braço antes num combate, morreria em Trafalgar.

Ele viveu uma vida extraordinária. Não apenas do ponto de vista militar, mas amoroso. Nelson teve uma história de amor que foi o grande escândalo de seu tempo. Sua musa foi uma das mulheres mais belas da Europa, Lady  Emma Hamilton. Moça de origem humilde, ela ganhava dinheiro na juventude dançando nua para homens ricos.

Acabou fazendo um casamento com um homem rico, com o qual acabaria vivendo em Nápoles.

Foi lá que ela conheceu Nelson, ele com 35 anos, ela com 28. Ele já era um herói inglês. Tinha vencido os franceses na Batalha do Nilo. Nelson já não tinha um braço e perdera vários dentes quando se conheceram. Ele era casado, mas vivia muito mais no mar que em sua casa.

Apaixonaram-se logo.
Durante um bom tempo, viviam os três na mesma casa, Emma, o marido e Nelson, e eram conhecidos como “O Trio”. Emma engravidou de Nelson. Oficialmente, o filho era do marido. Nelson soube do nascimento em alto mar. Emma deu à filha o nome inusual de Horatia. Era como se publicasse o nome do pai. Nelson se chamava Horatio.

O amor entre os dois está registrado numa copiosa correspondência. Nelson queimou as cartas de Emma, para preservá-la. Mas ela guardou as dele, incapaz de destruí-las.

Antes da batalha de Trafalgar, Nelson fez um testamento. Pediu a “seu país” que tomasse conta de Emma e de Horatia. Repetiu o pedido quando estava morrendo, depois de levar um tiro de um mosquete. Clamou por elas enquanto agonizou por três horas, ao longo das quais agradeceu a Deus várias vezes por ter podido “cumprir o dever”.

Não foi atendido.

Emma se endividou depois e acabou presa pelos débitos.

Morreu arruinada, aos 50 anos.

Com a possível exceção de Churchill, nenhum britânico é tão reverenciado quanto Nelson. Sem Trafalgar talvez os francesses realizassem o projeto de Napoleão de invadir a Inglaterra.

A história lhe deu uma estatura gigantesca, vista na estátua de Trafalgar.

Mas o país que ele salvou não cuidou da mulher que ele amou.

*****
Paulo Nogueira/DCM

1 Comentário:

Muito interessante a vida dele (militar e pessoal). Parece personagem de romance, o herói e sua paixão por uma mulher casada.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar