Menu Principal

Beba do Samba... beba do samba... beba da chama também...

4
Principal atração do Dia Nacional do Samba, trem só sai no sábado

Comemorado oficialmente em 2 de dezembro, o Dia Nacional do Samba tem, há cinco anos, sua principal atração no Rio de Janeiro transferida para o primeiro sábado do mês sempre que a data cai em um dia útil. A mudança se deu a pedido da SuperVia, a concessionária de trens urbanos, para não prejudicar a circulação das composições no horário de pico do fim da tarde. O Trem do Samba arrasta multidões no trajeto entre a Central do Brasil e o bairro Oswaldo Cruz, na zona norte da cidade.

Este ano não será diferente. No próximo sábado (6), a 19ª edição do evento terá pelo menos 20 rodas de samba a partir das 13h, na Estação da Central, dando início à festa , e 36 dentro dos vagões, no percurso até o bairro vizinho a Madureira e também considerado celeiro de gerações de sambistas cariocas. A grande homenageada este ano será a compositora Dona Ivone Lara, que está com 93 anos.

A tradição do samba nos trens do subúrbio carioca começou na década de 20 com um dos fundadores da Escola de Samba Portela, Paulo Benjamin de Oliveira, mais conhecido como Paulo da Portela. Somente em 1992, no entanto, por iniciativa do portelense Marquinhos de Oswaldo Cruz, é que foi criado o Trem do Samba, que começou com apenas um carro de uma composição, reunindo algumas dezenas de sambistas.

Hoje, o Trem do Samba é formado por cinco composições. A primeira partirá às 18h, levando a velha guarda das escolas de Samba Mangueira, Portela, Império Serrano e Vila Isabel, além de Marquinhos de Oswaldo Cruz. Em seguida, mais quatro composições sairão a cada 20 minutos, levando grupos, blocos e sambistas animando cada um dos vagões. 

Apesar de profundamente ligada ao Trem do Samba, a data foi lembrada nessa terça-feira com outros eventos, como um show da Velha Guarda da Mangueira no auditório do Serpro, no Andaraí, e a inauguração da exposição Cenários da Mangueira, no Centro Cultural Cartola, localizado na própria comunidade, na zona norte. Para o ator, escritor, produtor cultural e sambista Haroldo Costa, o Dia Nacional do Samba é uma data que pegou.

“Há datas que não pegam, mas o Dia Nacional do Samba pegou. É uma data séria. Foi resultado de um congresso - 1º Congresso Nacional do Samba, em 1962 disse Haroldo.

*****
- Beba do Samba é o titulo de uma canção de Paulinho da Viola.

- Madureira é um bairro onde morei.

*****
Fonte EBC

4 comentários:

É, aqui o dia do Samba (com letra maiúscula) sempre teve muita repercussão no nosso centro histórico (Pelourinho) esse ano o homenageado foi Chico Buarque, e dando destaque ao nosso Riachão que completou 94 anos dias antes.
Essa do trem é muito legam mesmo.
Abraç

Pena que tudo que fala em samba de verdade tem de ser uma viagem ao passado.
Mas gostei de saber sobre esse trem, juro que não sabia apesar de praticamente estar estudando sambas. rsrs
Beijão por cê Beth.

Sambar é mesmo com o Povo Brasileiro,como eu vos invejo no bom sentido,pois também gostava de ter jeito para a coisa.

Parabéns e sucesso.

AAP

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar