Menu Principal

Então, é Natal: Uma afirmação. Uma explicação. E nenhum sentido

2
Pelo menos para mim.

No elevador eu ouvi: “Pobre gosta mesmo de se endividar...”. 

- A explicação: “Como pobre ganha pouco, nessa época ele gosta de comprar coisas que não pode pagar, apenas para se sentir importante...”

- Sem sentido isso. Pelo menos para mim.

A verdade é que, do ponto de vista econômico, uma das diferença entre o pobre e o rico, é que os que são da primeira categoria (a dos pobres), quando não pagam o que devem se ferram, se estrepam, se lascam, e por aí vai...

Os da outra categoria, quase sempre dão um perdido e se safam.

Se você faz parte da "pobreza", não estimule este tipo de comportamento. Consuma com moderação. Faça com que este Natal se transforme em uma data em que se pode comemorar muito mais o “ser” que o “ter”. 

E... quando se sentar à mesa para saborear a ceia, desligue o “ter” - os aparelhinhos -, e se ligue no “ser”  - nas pessoas. Lembre-se que o Menino que nasceu lá pelas bandas do Oriente precisou apenas de uma manjedoura para vir, e transformar o mundo. Manjou?

- Então, é Natal!

O meu desejo é que o seu seja maravilhoso, junto às pessoas amadas, não importando o tipo de relação afetiva e de sangue que tenham.

Então, Feliz Natal!

Beth Muniz

2 comentários:

Olá, amiga.
Um Natal repleto de PAZ pra vc. e todos os seus amores. Que "Aquele que nasceu lá pelas bandas do Oriente" lhe ilumine o Caminho.
Bjs e FELIZ NATAL
Lúcia

Oi Lucia,
Obrigada amiga.
Também desejo a ti muita Paz, saúde e todas as possibilidades de realização dos seus sonhos!
Grande beijo e obrigada pelo carinho e parceria.
Valeu, mesmo!

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar