Menu Principal

Como será o amanhã? O que irá me acontecer?

2
"Responda quem puder".

Assim cantava e perguntava a União da Ilha do Governador em 1978, em plena ditadura militar.

Um vasto acervo retido pela Ditadura, que conta parte da história do Carnaval da cidade do Rio de Janeiro, do período entre 1973 e 1985, está sendo digitalizado e organizado pelo Arquivo Nacional (AN). 

Trata-se de levantamento do acervo da Divisão de Censura de Diversões Públicas (DCDP), órgão responsável pela censura de produções artísticas durante o regime militar. Croquis de figurinos, adereços e carros alegóricos, letras de músicas, peças teatrais, roteiros de televisão, entre outros documentos, que estão sendo preparados para serem disponibilizados para o público.

São dossiês, compostos de requerimentos, onde o representante da escola solicita ao departamento de censura autorização para ensaios, verificação de croquis, dos desenhos; apresenta a letra do samba enredo, uma justificativa para o samba enredo, o por que daquele tema.

Como exemplo é citado o caso da Unidos de São Cristóvão, que na ocasião tinha como tema o cantor e compositor Ataulfo Alves (1909 - 1969). A Escola faz a justificativa para o enredo usando a escrita da literatura de cordel, contando a história do artista. 

O acervo é composto, até o momento, por 1.117 dossiês.

*****

Para os que vivem bradando nas redes sociais pela volta da ditadura militar no Brasil, é pertinente lembrar que nem o Carnaval, a maior festa “popular” que temos por aqui, não escapará do condão da censura.

Nem o Carnaval, e nem você, que se acha um "perfeito democrata", mas não passa de um perfeito idiota.

*****
Fonte original: EBC

2 comentários:

Olá, bom dia, amiga
Tinha isso também? Pra você ou melhor para nós vermos a força de um povo, quando se une. A máxima de que a " União faz a força", está ai. O poder teme a união do povo. Quando digo- PODER - Falo de todo tipo de monopólio de todos que abusam da população, que desrespeitam o cidadão - Panos de saúde, prestadoras de serviço ou "deserviço" de todos que faltam com respeito ao consumidor. Se tinha que passar pelo crivo "deles" é porque de alguma forma poderia levar o povo a pensar em ter uma reação.
Valeu, amiga.
Beijão
Lúcia

[:smile:] Bom tudo querida Lucia.
Sim, tinha isso e muito mais... [:sad:]
Você acertou em cheio: sim, era medo que o povo se rebelasse e percebesse com clareza o que acontecia no país, já que viviamos todos, crianças e adultos, sob uma severa vigilância.
Mas, como acabar com o carnaval era impossível, decidiram exercer o controle absoluto sobre o que ia para a avenida, com o apoio da Globo, é claro..
Foi por esa época que o Chico Buarque gravou com o nome de Julinho de Adelaide.
Ah, estou indo por aí em maio. Te aviso. Você me deve um café. [:biggrin:]
Beijão.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar