Menu Principal

O Dicionário social da história do samba

0
Nei Lopes e Luiz Antonio Simas lançam Dicionário da história social do samba

O Dicionário da história social do samba vem, não apenas enriquecer nossas bibliotecas, mas também abrir caminhos fundamentais para a expansão desse conhecimento. E sua importância fica evidenciada porque a bibliografia sobre o samba urbano carioca ainda é escassa, apesar de ser o principal fenômeno cultural brasileiro surgido no século XX.

O livro já nasce clássico, como fonte de consulta para pesquisadores de diversas áreas e como livro de cabeceira para aqueles que – como os autores Nei Lopes e Luiz Antonio Simas – têm samba na veia. Com apresentação do escritor Alberto Mussa e orelha da pesquisadora Raquel Valença, o Dicionário da história social do samba vem chega às livrarias em outubro, pela Civilização Brasileira.

Como nasceu a obra

Com uma vasta obra sobre o samba, o negro e a história da África, entre outros temas, o autor e compositor Nei Lopes convidou o historiador Luiz Antonio Simas para, juntos, sistematizarem o conhecimento de ambos sobre esse que é um dos maiores fenômenos culturais do Brasil. Assim surgiu este “Dicionário da história social do samba”, que traz verbetes sobre os diversos gêneros, períodos históricos, temas relacionados, como cinema, carnaval, política, preconceito, violência e indústria fonográfica, além de termos, expressões e lugares seminais de origem e tradição, como Oswaldo Cruz, onde nasceu a Portela, e o Estácio, bairro de bambas como Ismael Silva, Bide e Nilton Bastos, criadores da primeira escola de samba.

O livro

Os verbetes tratam dos diversos gêneros de samba (por exemplo: de breque, chulado, sincopado); de períodos históricos (como Anos Dourados ou República Velha); de conceitos abstratos (como consciência negra oumalandragem);  da estrutura das escolas de samba (ala, bateria, comissão de frente etc.); de morros e regiões do Rio de Janeiro; dos instrumentos musicais; de estilos ou modos de dançar; de teatros e casas de espetáculos; da culinária típica; de festas populares – enfim, de tudo que tenha alguma relação com o fascinante mundo do samba, sempre de uma perspectiva crítica, que ultrapassa a mera informação.

Os autores

Nei Lopes é bacharel em Direito e Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi compositor da Acadêmicos do Salgueiro e dirigente da Unidos de Vila Isabel. Autor e intérprete, ao lado de praticamente todos os grandes nomes do samba, desde a década de 1970 incursionou também por outros caminhos musicais, em parcerias consagradas com Guinga, Ivan Lins, João Bosco, Moacir Santos, entre outros. Escritor e ficcionista, tem obra fortemente lastreada na cultura e no universo do samba. Pela Civilização Brasileira, publicou Dicionário da antiguidade africana.

Luiz Antonio Simas é mestre em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi consultor do acervo Música de Carnaval do MIS – Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro – e jurado do Estandarte de Ouro, maior premiação do carnaval carioca. Tem diversos livros e artigos publicados, notadamente sobre as escolas de samba do Rio de Janeiro e suas comunidades. É autor, entre outros, de Samba de enredo: História e arte, em parceria com Alberto Mussa, publicado pela Civilização Brasileira".

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar