Menu Principal

51 anos sem Cecília Meirelles

0
"Quem não presta ficam vivo, quem é bom mandam matar..."

*****

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda”. Versos como estes de Cecília Meireles marcam a literatura brasileira.

Ela viajou o mundo inteiro falando sobre nomes como Machado de Assis e Jorge Amado. Tanto que foi homenageada por várias universidades do mundo e de cada canto trouxe sua contribuição.

Cecília Meireles, que  teria completado 114 anos nesta segunda-feira (9). Hoje, O Momento Três lembra os 51 anos da sua morte. 

Ela, que conviveu com a tragédia desde a infância, costumava dizer que tinha intimidade com a morte.

Para quem não sabe, o pai de Cecília morreu antes dela nascer, a mãe quando ela tinha apenas 3 anos e, mais tarde, o primeiro marido cometeu suicídio. Talvez venha daí toda a capacidade de ver um outro lado da vida, um lirismo, que é sua marca registrada.

A moça bela e estudiosa que, aos 19 anos, publicou o primeiro livro, teve sucesso absoluto, mas que nunca largou o seu ofício de professora.

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda”.


*****
Com informações do programa Momento Três Momento Três, da Rádio Nacional FM Brasília. 


Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar