Menu Principal

O LIGUE 180 comera 10 anos com quase 5 milhões de atendimento

0
O Distrito Federal é a primeira unidade da federação com maior taxa de relatos de violência no Ligue 180 em 2015. Em segundo lugar está o Mato Grosso do Sul e, em terceiro, o Rio de Janeiro

Acontece que o tempo passou, o mundo mudou e se globalizou. Mas os espancamentos e mortes de mulheres pela violência doméstica ainda pautam o nosso dia a dia, especialmente nas camadas periféricas e mais pobres da população, onde a dependência econômica das mulheres em relação aos seus maridos e/ou companheiros ainda é maior.

Triste diagnóstico.

Por isso, mais uma vez, escrevo sobre um serviço de importante utilidade pública, gratuito e confidencial – que preserva o anonimato -, oferecido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, desde 2005, criada no governo Lula, que a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – O Ligue 180.

O Ligue 180 tem por objetivo receber denúncias de violência, reclamações e informar sobre os serviços da rede de atendimento à mulher. De orientar as mulheres sobre seus direitos e sobre a legislação vigente, encaminhando-as para outros serviços quando necessário. 

A Central funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionada de qualquer lugar do Brasil e de mais 16 países (Argentina, Bélgica, Espanha, EUA (São Francisco), França, Guiana Francesa, Holanda, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Noruega, Paraguai, Portugal, Suíça, Uruguai e Venezuela). Desde março de 2014, o Ligue 180 atua como disque-denúncia, com capacidade de envio de denúncias para a Segurança Pública com cópia para o Ministério Público de cada estado. Para isso, conta com o apoio financeiro do Programa ‘Mulher, viver sem Violência’.

Em 2014, foram atendidas 223.796 vítimas de diversos tipos de violência. Duas em cada três dessas vítimas de violência (147.691) foram mulheres que precisaram de atenção médica por violências domésticas, sexuais e/ou outras. 

Isto é: a cada dia de 2014, 405 mulheres demandaram atendimento em uma unidade de saúde, por alguma violência sofrida. Por isso é fundamental o envolvimento de todos.

- No Brasil, ligue para a Central de Atendimento à Mulher: telefone 180.

- No exterior:

Argentina, ligar para 08009995500 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Bélgica, ligar para 080010055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Espanha, ligue para 900 990 055, discar opção 1 e, em seguida, informar (em Português) o número 61-3799.0180. 
EUA (São Francisco), ligar para 18007455521 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
França, ligar para 0800990055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Guiana Francesa, ligar para 0800990055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Holanda, ligar para 08000220655 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Inglaterra, ligar para 0800890055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Itália, ligar para 800 172 211, discar 1 e, depois, informar (em Português) o número 61-3799.0180.
Luxemburgo, ligar para 080020055 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Noruega, ligar para 80019550 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Paraguai, ligar para 00855800 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Portugal, ligar para 800 800 550, discar 1 e informar o número 61-3799.0180. 
Suíça, ligar para 0800555251 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Uruguai, ligar para 000455 discar 1 e informar o número 61-3799.0180
Venezuela, ligar para 08001001550 discar 1 e informar o número 61-3799.0180

*****
Chega de violência.

Se ligue.

Quando se fizer necessário, Ligue 180 e ajude a salvar uma vida que traz vidas ao mundo.

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar