Menu Principal

Justiça, ainda que tardia!

0
Em julgamento histórico, Justiça argentina condena oficiais envolvidos na Operação Condor.

A Justiça argentina declarou culpados, na sexta-feira (27/05), 15 oficiais por participação na Operação Condor, cooperação entre regimes autoritários na América do Sul entre as décadas de 1970 e 1980 para combater à “subversão” nos países. 

O tribunal de Buenos Aires condenou o último presidente do período ditatorial do país, Reynaldo Bignone (1982-1983), a 20 anos de prisão por crimes de lesa-humanidade. O ex-mandatário de 88 anos atualmente cumpre pena em uma penitenciária por diversos delitos.

Além dele, outros 16 militares - 15 argentinos e um uruguaio, o coronel Manuel Juan Cordero foram julgados por sequestro, tortura e desaparecimento forçados. 


Catorze foram condenados e receberam penas que variam entre oito e 25 anos de prisão, incluindo Cordero, pela privação ilegítima de liberdade do filho e da nora do poeta uruguaio Juan Gelman. Os fundamentos da sentença serão conhecidos em 9 de agosto.

No Brasil, atriz Bete Mendes, presa e torturada em 1970, encontrou o coronel Brilhante Ustra numa viagem ao Uruguai em 1985. Ela era deputada federal, e ele atuava na embaixada em Montevidéu. Na volta, ela denunciou Ustra ao presidente Sarney. Aos 67, a atriz diz não temer retrocessos, mas pede atenção aos movimentos contra a democracia.

Os ditadores brasileiros que articularam e lideraram os regimes sangrentos no Continente - com o apoio de empresários nacionais e estrangeiros, financiados pelos estados Unidos -, nunca foram julgados. Seus descendentes até hoje andam por aí pregando intervenção militar, combatendo os pobres, pretos, gays, LGBT's e, destilando ódio contra os que pensam diferente. 

Atualmente, os representante "mais ilustres são Bolsonaro e Bolsonarinho. Pai e filho. 

Durante o processo de impedimento da presidente Dilma, Bolsonaro teceu incontáveis elogios ao coronel e torturador Ustra. O Bolsonarinho, seguindo os caminhos do pai, acaba de apresentar uma projeto de lei em que propões criminalizar o comunismo. Uma piada.

Foto: Mães da Praça de Maio assistem ao julgamento histórico que condenou oficiais envolvidos na Operação Condor na América do Sul.

*****
Quando eu estive em Buenos Aires em 2014, tive o prazer de conhecer duas delas.

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar