Menu Principal

Mais de 50 manifestações são realizadas nessa sexta no Brasil e no mundo

0
Também serão realizados atos em Nova Iorque, São Francisco, Boston, Montreal, Frankfurt, Berlim, Colônia, Munique, Barcelona, Lisboa, Amsterdã.

*****
Jornal GGN – O presidente Lula deve estar presente em ato realizado nessa sexta-feira (10), em São Paulo, em defesa dos direitos sociais e trabalhistas. A presidente Dilma também estará na cidade, mas sua participação ainda não foi confirmada.

Ela se encontra, às 15h, com o historiador e brasilianista, James Green, com o presidente da CUT, Vagner Freitas, e com o coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos. O evento é promovido pelo Fórum 21 e será realizado no Hotel Maksoud Plaza.

A manifestação será a poucas quadras dali, no vão livre do Masp, na Avenida Paulista. A concentração deve começar às 17h. Além disso, estão agendados atos em mais 40 cidades, em todas as regiões do país. E em 16 cidades em países estrangeiros.

No Rio de Janeiro, haverá concentração na Candelária seguida de passeata até a Praça XV. Em Brasília, o ponto de encontro será no Museu da República, em Belo Horizonte na Avenida Liberdade e em Porto Alegre, na Esquina Democrática. Todos às 17h.

Também serão realizados atos em Nova Iorque, São Francisco, Boston, Montreal, Frankfurt, Berlim, Colônia, Munique, Barcelona, Lisboa, Amsterdã.

De acordo com levantamento feito pelo Partido dos Trabalhadores, desde o afastamento da presidente pelo Senado Federal, mais de 400 atos em defesa da democracia já foram realizados em 90 cidades do Brasil e do mundo.

"O presidente ilegítimo e golpista, Michel Temer, não esconde o que estava por trás do afastamento ilegal da presidenta Dilma Rousseff: reforma da previdência, com arrocho nos direitos dos trabalhadores, desvinculação do orçamento da educação e saúde, suspensão de programas sociais como Minha Casa Minha Vida, Fies, Prouni, e Pronatec, criminalização e perseguição dos movimentos sociais", diz a convocação assinada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo sem Medo.

Várias categorias protestam com paralisações. Os bancários de São Paulo, Osasco e região aprovaram o "dia em defesa dos direitos" com interrupção de atividades nos locais de trabalho.

A CUT diz que o dia de hoje pode ser um marco para a preparação de uma greve geral. “A greve geral está sendo construída para ocorrer quando o governo interino do vice-presidente interino Michel Temer encaminhar ao Congresso Nacional medidas de retirada de direitos que vêm sendo anunciadas via imprensa”, disse Vagner Freitas.

*****
Com informações da Frente Brasil Popular e da Rede Brasil Atual

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar