Menu Principal

Eu quero Liberdade: Festas da cultura negra celebram Luiz Gama e Elza Soares

0
Elza Soares e Luiz Gama, os homenageados, defendem cada um a seu tempo, a liberdade e o respeito aos negros. Cantora receberá prêmio por trajetória na cultura afro.


São Paulo – A quarta edição da FlinkSampa – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra – foi lançada dia 5/8, em São Paulo. Com o lema “Eu quero liberdade”, o evento será realizado nos dias 18 e 19 de novembro, no Memorial da América Latina, na capital paulista. A programação, gratuita, será composta por debates literários e sociais, lançamentos de livros e performances artísticas.

“O lema da FlinkSampa significa a luta pelo direito do negro à liberdade física, liberdade de expressão individual e coletiva, de exercer qualquer profissão e, acima de qualquer coisa, a liberdade de ir e vir. O negro tem todo o direito de se movimentar no mundo, ainda que muitos continuem sendo presos e até mortos sem qualquer razão”, ponderou José Vicente, reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, promotora do evento em parceria com a ONG Afrobras.

Já estão confirmadas as participações dos escritores brasileiros Ana Paula Maia, Ferréz e Paulo Lins. E dos estrangeiros Antônio Quino e Maria Celestina Fernandes (Angola), Futhi Ntshingila (África do Sul), Glaucia Nogueira (Cabo Verde), Jean-Paul Delfino (França), Carlos Moore e Teresa Cárdenas (Cuba), Kangni Alem (Togo), Milagros Carazas (Peru) e Shirley Campbell Barr (Costa Rica).

A edição de 2016 terá como novidade o Prêmio Flink de Literatura, com o objetivo de estimular e revelar autores negros brasileiros e residentes no país, com idade entre 16 e 29 anos. Podem participar autores com obras inéditas destinadas ao público adulto. O regulamento está disponível no site do evento. As inscrições podem ser feitas a partir de hoje até o dia 2 de setembro. Os três primeiros colocados terão seus livros publicados.

Homenagem a Luiz Gama
Um dos maiores líderes abolicionistas do Brasil, Luiz Gama é o homenageado da FlinkSampa deste ano. Embora tenha nascido livre, na Bahia, em 1830, Luiz Gama foi vendido como escravo pelo próprio pai, um fidalgo português, quando tinha dez anos. Alfabetizou-se por conta própria, fugiu da escravidão, ingressou na Faculdade de Direito do Largo São Francisco e, embora não tenha concluído o curso, adquiriu o conhecimento que mais tarde o tornou advogado de negros escravizados e jornalista colaborador de diversos veículos. Em 1869, junto com Rui Barbosa, fundou o jornal Radical Paulistano. Em 1880 foi líder da Mocidade Abolicionista e Republicana. Escreveu poesias que satirizam a aristocracia e os poderosos de sua época. É reconhecido como um dos grandes nomes da segunda geração do romantismo brasileiro.

Troféu Raça Negra
Criado no ano 2000 durante as comemorações dos 500 anos de descobrimento do Brasil, o Troféu Raça Negra, um dos mais importantes eventos do gênero no país, também foi lançado hoje, na versão 2016, junto com a FlinkSampa. Realizado pela Faculdade Zumbi dos Palmares em parceria com a ONG Afrobras, o troféu anualmente elege uma pessoa de destaque da comunidade negra nacional ou internacional.

Este ano a homenagem irá para a cantora Elza Soares. A premiação será realizada na Sala São Paulo, no dia 21 de novembro, com o show A mulher do fim do mundo, do álbum homônimo lançado por Elza em 2015. O cantor e compositor Martinho da Vila foi o homenageado do ano passado. Em anos anteriores já foram lembrados nomes como os de Nelson Mandela, Emílio Santiago, Martin Luther King Jr., Jair Rodrigues, Milton Nascimento e Cartola.

*****
Publicado originalmente no Portal Rede Brasil Atual.

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar