Menu Principal

Você sabe quanto ganha um médico perito do INSS?.

10
Segurada sem atendimento
Atenção: este artigo foi atualizado. Para ler a atualização, acesse aqui.

*****
Não é pouco, se comparado à média das remunerações no serviço público federal.

Mesmo assim, eles continuam em greve, prejudicando a população que precisa do benefício previdenciário, e que na maioria das vezes ganha até dois salários mínimos.
Conclusão: sem perícia concluída, sem benefício e sem salário.
Um absurdo!


Para resolver o problema e acabar com o abuso da corporação, o Ministério Público Federal pediu à Justiça de São Paulo que determine ao INSS contratar imediatamente serviços médicos terceirizados para compensar os efeitos da greve dos peritos, parados há dois meses.

Ainda de acordo com o Ministério Público, o atendimento aos segurados não está prejudicado apenas pela greve, mas também porque os peritos em estão em “atividade” reduzem o número diário de exames, o que caracteriza uma espécie de operação-padrão.

Informações gerenciais revelam que das dezoito perícias agendadas por dia, os médicos estão realizando apenas uma. Informação confirmada em nota emitida pela procuradora Zélia Pierdoná.

Em 2009 os médicos peritos fizeram greve porque queriam ser remunerados por meio de subsídio (remuneração fixada em parcela única). Após uma queda de braço com o governo, conseguiram.

Agora, fazem greve porque não concordam com os critérios de avaliação de desempenho  a que estão submetidos. Não bastasse isso, ainda querem reduzir o número de perícias médicas por dia, e trabalhar  30 horas semanais, mantendo a mesma remuneração de 40 horas.

Veja os valores das remunerações correspondes ao início e final de carreira.

Final de carreira: R$ 16.2226,85  - 40 horas.
Início de carreira: R$ 11.383,54,54 - 40 horas.

Para esta greve, só há uma explicação: a prática médica da mercantilização da saúde, combinada com  a ausência de compromisso profissional.

Isto equivale dizer que a corporação quer ter o serviço público como um “grande bico profissional”, e o consultório particular como o seu grande negócio.

Se não estão satisfeitos, que peçam demissão do serviço público.

A população que precisa, agradece.

10 comentários:

Muito bom! Seu link já foi publicado!

Se quiser receber votos neste post não esqueça de colocar a ferramenta "vote em mim" abaixo de cada post, que pode ser retirada aqui, no final da página: http://www.linkpremiado.com.br/link/cadastro

Obrigado por nos prestigiar com seu excelente post! Seu link já foi publicado! Sabia que o prêmio aumentou? Agora são R$ 1.000,00!

Se quiser receber votos neste post não esqueça de colocar a ferramenta "vote em mim" abaixo de cada post, que pode ser retirada aqui, no final da página: http://www.linkpremiado.com.br/link/banner


Atenciosamente.

Antoani/Equipe Link Premiado
http://www.linkpremiado.com.br

Minha querida amiga Beth, boa noite!!!
Infelizmente, muitas categorias aproveitam o direito garantido por nossa Constituição para tirar proveito próprio... fazem uso da greve sem nenhuma consciência com o resultado... com os prejuízos que vão causar a terceiros. Exercício dos direitos em detrimento dos deveres...
Parabéns pela publicação da matéria!
Abraços e muita paz!!!

Olá Beth,

Concordo com tudo o que disse, estritamente tudo!
Contudo, os próprios integrantes do PT não avaliam da mesma forma. Argumentam o que escreveu quando existe greve de servidores federais e criticam governos estaduais quando há greves no âmbito estadual, quando não administrados pelo PT ou aliados, evidentemente.
Exemplo disto são as greves periódicas de professores em SP. Organizadas por sindicatos, majoritariamente administrados por petistas, os professores em SP têm um dos salários mais altos do país, considerando benefícios da categoria, ainda assim mobilizam uma parcela dos trabalhadores contrariando a grande maioria, contrários à greve.
Para médicos e professores, os salários jamais serão baixos ou suficientemente justos.
Absurdo por absurdo, o Governo Federal senti hoje na pele o que faz com os governos estaduais há duas décadas.

Um forte abraço!

Se eu tivesse um salário desse jamais faria greve.
É revoltante, pra não dizer outros adjetivos.

Poxa é realmente de revoltar...

Essa história de greve ou é valido para todos ou proibido geral.

Porque quem pertence a empresas privadas e cogitar algum tipo de greve, o profissional é simplesmente trocado por outro, porque nós recebemos um salário para trabalhar e não para reclamar, simples assim.

Se eu não estou satisfeito com meu atual emprego eu vou pesquisando outras oportunidades ou procuro mudar o foco e estudar a mudança de ramo, etc.

Já quando se trata do dinheiro de nossos impostos, suadíssimo diga-se de passage, aí é permitido ficar parado, seguir com o descaso com o atendimento público e o seu ofício que tudo bem, o salário está garantido mesmo, pois a fonte não seca, haverá sempre o povo para pagar os caprichos de quem quer que seja.

Nessa greve a população que precisa do benefício fica totalmente sem ter a quem recorrer, pois o Governo faz de conta que não existe e até a Justiça proibiu que os grevistas tivessem seus salários descontados.

INSS Consultor

Oi Catarino,
Você tem razão em tudo. Menos numa coisa: Não é papel do governo julgar greves. Ainda mais, quando a mesma é considerada legal.Fazer greve é um direito e é constitucional.
O que falta é bom senso dos grevista, ainda mais com os salários que ganham.
Devemos cobrar do judiciário. isto sim.
Ah! eu sou servidora do INSS/Saúde.
Um abraço.

Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar