Menu Principal

Quem disse que as Rosas não falam?

1
A partir de hoje, e durante 30 dias o mundo terá a cor da Rosa cor de rosa.

O Congresso Nacional amanheceu Rosa.

Certamente outros pontos políticos, turísticos, patrimoniais e culturais do mundo e do Brasil ficarão da mesma cor.

É mais um Outubro Rosa começando.

A Campanha Outubro Rosa busca conscientizar mulheres e homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. 

O movimento, realizado em vários países, teve inicio nos Estados Unidos na década de 1990, e chegou ao Brasil em 2008, com o governo Lula. 

Em Brasília, outros monumentos serão iluminados por iniciativa dos Governos Federal e do Distrito Federal.

O Outubro Rosa prevê ações durante todo o mês em várias cidades do país. O movimento remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama.

“Essa é uma campanha que mobiliza a sociedade porque não há nenhuma mulher que vendo a campanha não pense sobre a necessidade de se fazer os exames preventivos para garantir a sua vida”, foi o que destacou a deputada Maria do Rosário (PT-RS).

E aproveitou para lembrar que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece às mulheres o acesso aos exames preventivos.

Hoje, 1º de Outubro, o Mundo terá como linguagem a cor da Rosa cor de rosa.

Existem situações em que até os idiotas perdem a modéstia

1
A imortal frase acima, claro, não é minha, mas do grande Nelson Rodrigues, que morreu em 1980, e não sabe o que perdeu de lá para cá.

Vira e mexe meu amigo Nelson Jobim cita esta frase do seu xará ao comentar os assuntos da semana nos nossos encontros aos sábados aqui no boteco da esquina de casa.

Nunca, porém, esta perfeita definição de Nelson Rodrigues pôde ser tão bem aplicada como na participação do candidato Levy Fidelix no debate entre presidenciáveis promovido pela TV Record na noite deste domingo.

Antigamente, nos tempos de Nelson Rodrigues, estes tipos eram mais discretos, andavam pelos cantos, raramente se manifestavam e jamais se candidatariam a presidente da República.

A participação deste e de outros nanicos folclóricos na atual campanha presidencial serve apenas para demonstrar a falência do sistema político-partidário-eleitoral no nosso país. 

É triste e preocupante.

Quem já escreveu tudo a respeito deste deprimente episódio foi meu colega Marco Antonio Araújo, em seu blog "O Provocador", publicado nesta segunda-feira, no R7. Está lá tudo o que eu gostaria de escrever sobre o assunto.

Não vou nem repetir o que o homofóbico presidenciável disse no debate. Quem tiver estômago, pode ver a barbaridade neste link.

A justificativa do Facebook para permitir tantas páginas de ódio no facebook

2
Com tantos conteúdos repugnantes, seria melhor abusar da franqueza e admitir que o objetivo é ganhar dinheiro com o maior número possível de usuários. Só isso.

*****
Há algo de podre nas regras das comunidades do Facebook. A rede social ignora as denúncias de fanpages com conteúdos discriminatórios ou violentos como ofensas racistas, fotos de violência policial, vídeos de linchamentos, suicídios e corpos estraçalhados em acidentes.

Denunciei quatro delas ao Facebook. Uma de viés preconceituoso sob a justificativa de “denunciar e proteger brancos de racismo”, outra de apoio a Patrícia Moreira (torcedora que xingou o goleiro Aranha) e uma página com mais de 10 mil curtidas  “para quem não tem pena de bandido”. Por último, uma página especializada em conteúdos macabros: vídeos com execuções, vísceras expostas, acidentes, doenças e tudo mais que possa embrulhar estômagos normais e provocar deleite em psicóticos.  Juntas elas têm mais de 36 mil seguidores.

As respostas chegaram poucas horas depois das denúncias, com um agradecimento e a informação de que as páginas não violam os “Padrões de comunidade”.

Você é apenas um menino se fingindo de homem

0
Você é um menino. 

Treze, catorze anos. Inseguro, tímido. Começa a se interessar pelas mulheres. E não vai demorar para perceber que mulheres e problemas aparecem juntos em sua vida. Você não sabe lidar com o mundo novo no qual está entrando. Sua voz está mudando. Os pêlos estão aparecendo. O futebol já não é seu único interesse. Aparecem os primeiros bailes. Você não sabe direito que roupas escolher. As sugestões de sua mãe lhe parecem horríveis. Mãe nunca acerta na roupa do filho, uma lei tão velha e tão eterna quanto as estrelas no céu e as ondas no mar. Ser criança era muito mais fácil.

Reforma política já é apoiada por 7,7 milhões

1
"Recebi na manhã desta quinta-feira do meu amigo Thomas Ferreira Jensen, valoroso combatente dos movimentos sociais, uma excelente notícia, que você não vai encontrar nos jornalões: o Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político já conseguiu o apoio de exatos 7.754.436 de eleitores".

*****

Apesar de ignorada pelos grandes meios de comunicação, a iniciativa organizada por 477 entidades dos movimentos sociais e sindicais, ultrapassou as expectativas  de participação popular nas urnas fixas espalhadas por todo o país e por meio da internet. O documento final com as assinaturas será entregue para a Presidência da República, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal nos próximos dias 14 e 15 de outubro, após um ato unificado em Brasília promovido pelas organizações que compuseram o plebiscito.

Ao fazer um balanço da campanha na sede do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, na tarde de quarta-feira, o presidente Nacional da CUT, Vagner Freitas, mostrou a importância destes números num cenário em que a parcela conservadora da sociedade brasileira vende como negativa a ideia da participação de movimentos sociais e partidos na definição das regras do sistema político vigente no país.

"O plebiscito popular teve o caráter educativo de mostrar que há pessoas querendo modificações na política. Esse é o momento para as organizações que ainda não participam se engajem nesta luta", explicou o dirigente.

O presidente da CUT lembrou que, ao contrário do que acontece em outros países democráticos, uma consulta popular oficial tem que ser submetida ao Congresso. "Por isso, a única forma de fazer a proposta andar é pressionar por dentro e fora do Congresso e, principalmente, nas ruas, como forma de ganhar a consciência popular".

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar