Menu Principal

Reduza as expectativas para ser feliz no amor

4
“Uma das razões pelas quais nos desiludimos tanto na vida é que nos iludimos demais”.

Outro dia eu estava falando sobre o final de um dos meus filmes favoritos, Annie Hall (Noiva Nervosa, Noivo Neurótico; ou vice-versa), de Woody Allen. Poucos filmes, acho, conseguiram captar com tanta riqueza, tanta intensidade a dificuldade de um relacionamento. No final, abandonado por sua mulher (o melhor papel de Diane Keaton), o protagonista (ele, claro: Woody) fala sobre os relacionamentos. E usa uma parábola psicanalítica.

É mais ou menos assim: um homem que acredita botar ovos vai ao psicanalista. Este tenta convencê-lo do absurdo que é pensar que bota ovos. O homem até que concorda, mas diz que não vai mudar. “Por quê?”, pergunta o psicanalista. “Porque não posso viver sem os ovos.” Os ovos, no final do filme, fazem as vezes dos relacionamentos. A gente sabe que são absurdos, mas não consegue viver sem eles.

Poder sem Pudor

1
Melhor não sonhar.

Governador do Piauí, Alberto Silva ficou famoso pelos projetos mirabolantes, como o metrô de Teresina e a praia de Poticabana – associação do rio Poti com a praia de Copacabana.

Findo o governo, o velho Alberto elegeu-se senador e, nessa condição, marcou audiência com o presidente da República, que era o José Sarney. 

Em um fim de tarde brasiliense, Sarney quis saber quem ainda restava atender naquele dia.

Além dos dois ministros, tem um velhinho cochilando na sala de espera – informou o ajudante de ordens.

 - Esse velhinho é o senador Alberto Silva?

Sim, presidente.

- Então faça-o entrar imediatamente.

Mas, presidente, os ministros marcaram e chegaram primeiro...

- Acorde o senador e mande-o entrar agora mesmo – determinou Sarney, explicando: Se acordado ele inventa os projetos mais absurdos, imagine sonhando!

É o que contam por aqui...

*****

Extraído do Jornal Metro.

A equação é muito mais perversa

1
Quando se é mulher, e negra.

Nosso país conta com cerca de 11,5 milhões de jovens negros entre 18 e 24 anos de idade, o que representa 6,6% da população. A taxa de analfabetismo é de 5,8%. 

Em média, os jovens negros têm dois anos a menos de estudo do que os brancos da mesma faixa etária: 7,5 anos e 9,4 anos, respectivamente. A comparação das taxas de escolarização é um indicador de como o sistema educacional brasileiro ainda tem muito o que fazer para combater as desigualdades raciais: a proporção de crianças no ensino fundamental é de 92,7% para negros e de 95% para brancos; no entanto, somente 4,4% dos negros, de 18 a 24 anos, chegam ao ensino superior. Entre os brancos, esse percentual é de 16,6%*.

A equação perversa de diversos fatores tais como racismo, pobreza, discriminação institucional e impunidade, contribui para a falência do sistema de segurança e justiça em relação à população negra. Essa relação não é fruto do acaso: distorções como a “presunção de culpabilidade” em relação aos negros resulta em ações que promovem a eliminação pura e simples dos suspeitos, violando os direitos humanos e constitucionais desses jovens. Ações que de tão recorrentes e banalizadas denunciam um processo silencioso de eliminação desse grupo da população.*

(*Do artigo Juventude negra e exclusão radical, de Maria Aparecida Bento e Nathalie Beghin).

*****

Em mais um passo na tentativa de superar este quadro, começa hoje e vai até o dia 29 de julho, em Brasília, o V Latinidades – Festival da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha. Em sua quinta edição, o Latinidades promove ações afirmativas no sentido de incluir socialmente, dar visibilidade e voz à mulher negra.

Etica e moral: que significam?

1
Este artigo foi publicado em 2005. Mas, pela importância do tema não custa republicar.

*****
Face a crise generalizada de ética e de moral, importa resgatar o sentido originário das palavras. Ética e moral é a mesma coisa? É e não é.

1. O significado de ética
Ética é um conjunto de valores e princípios, de inspirações e indicações que valem para todos, pois estão ancorados na nossa própria humanidade. Que significa agir humanamente?

O primeiro princípio do agir humano, chamado por isso de regra de ouro é esse: “nao faças ao outro o que não queres que te façam a ti”. Ou positivamente: “faça ao outro o que quere que te façam a ti” Esse princípio áureo pode ser traduzido também pela expressão de Jesus, testemunhada em todas as religiões: “ama o próximo como a ti mesmo”. É o princípio do amor universal e incondicional. Quem não quer ser amado? Quem não quer amar? Alguém quer ser odiado ou se tratado com fria indiferença? Ninguém.

Amigo das quatro estações

2
O Dia da Amizade.

Como dizia Carlos Fonseca Amador, amigo é o que critica na cara e elogia pelas costas.

E conforme dizia a experiência, o amigo de verdade é amigo nas quatro estações.

Os outros são amigos só de verão.

*****

Carlos Fonseca Armador (1936 - 1976) foi um professor, bibliotecário e político e revolucionário da Nicarágua, pertencente à Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN). 

Foi morto mais tarde, nas montanhas da Nicarágua, três anos antes da FSLN tomar o poder. Era um atuante opositor dos Somozas, lutava junto com os camponeses e admirava Sandino.

Três anos após sua morte em combate contra a ditadura de Anastasio Somoza, Carlos recebeu postumamente o título de Herói Nacional da Nicarágua e Comandante em Chefe da Revolução Popular Sandinista.

*****
Los Hijos de todos los Días.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar