Menu Principal

O mundo, além de redondo e pequeno, se transforma a cada dia

4

Três mulheres, a mesma luta e um único prêmio. 
"O Prêmio Nobel da Paz deste ano será compartilhado por três mulheres, duas da África e uma, do Oriente Médio. A decisão foi anunciada na manhã de hoje (7) pelo Comitê Norueguês do Nobel, em Oslo. As vencedoras são a jornalista e ativista iemenita Tawakkul Karman, a presidenta da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf e a ativista Leymah Gbowee .

A escolha deste ano é um forte sinal do comitê do Nobel em favor da luta pela igualdade de direitos entre os gêneros, especialmente no mundo em desenvolvimento. As escolhas do Nobel da Paz nos últimos anos foram cercadas de polêmica.

Karman foi premiada por sua luta pelos direitos das mulheres e pela democracia no Iêmen, enquanto que Johnson-Sirleaf e Gbowee foram escolhidas pela atuação para mobilizar as mulheres liberianas contra a guerra civil no país.

Ao anunciar as premiadas, o Comitê Norueguês do Nobel disse que a esperança é que a escolha de  Karman Tawakkul, Ellen Johnson Sirleaf e Gbowee Leymah faça com que elas "ajudem a pôr um fim à repressão às mulheres existente em muitos países e a perceber o grande potencial para a democracia e a paz que as mulheres representam." O comitê que escolheu as vencedoras deste ano é formado por cinco membros.

As três premiadas receberão uma medalha de ouro, um diploma e dividirão 10 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 2,7 milhões), em uma cerimônia, em Oslo, no dia 10 de dezembro. O Nobel da Paz deste ano teve o número recorde de 241 indicações, entre pessoas e instituições.

Também estavam indicados o executivo da Google Wael Ghonim, que ajudou a inspirar os protestos contra o governo na Praça Tahrir, no Cairo, capital egípcia, e a blogueira tunisiana Lina Ben Mhenni, que relatou pela internet os movimentos ocorridos nas cidades da Tunísia. O dissidente cubano Oswaldo Payá, a TV árabe Al Jazeera e a União Europeia eram cotados.

O Nobel da Paz é um dos cinco prêmios criados pelo industrial Alfred Nobel (conhecido por ter sido o inventor da dinamite), e o único deles cujo comitê de escolha fica baseado na Noruega. Os demais são entregues na Suécia.

No ano passado, o escolhido foi o ativista chinês Liu Xiaobo, que cumpre pena de 11 anos em prisão domiciliar, na China, por organizar um manifesto pró-democracia. O governo chinês protestou contra a escolha. Segundo as autoridades do país, Liu é um criminoso que violou a lei chinesa".

Fonte: Agência Brasil, 07/10

4 comentários:

Olá minha querida amiga Beth!!!
Tudo bem minha amiga?
Que bela noticia minha amiga, fico feliz por ver que realmente as coisas estão mudando neste pequeno mundo, que maravilha!!!
Fiquei muito feliz com as escolhas, é preciso sempre premiar que faz por merecer, principalmente quando se tem poucas condições para isso...
Parabéns a todas elas!!!
Valeu minha querida amiga, adorei!!!
Tenha um dia maravilhoso e abençoado!!!
Beijos e muita paz!!!

Parabéns para estas mulheres guerreiras e a todas as mulheres.
Abs.

Olá Beth,

Este ano concordei com a decisão da comissão! (como se isso valesse alguma coisa... rs)

Parabéns a essas três mulheres, que não temem as adversidades e lutam por aquilo que acreditam.

Beijos

Obrigado por você disponibilizar este post que trata deste assunto em post: "O mundo, além de redondo e pequeno, se transforma a cada dia" (Três mulheres, a mesma luta e um único prêmio.
"O Prêmio Nobel da Paz deste ano será compartilhado por três mulheres, duas da África e uma, do Oriente Médio...). Que estão dando assim um grande exemplo para a humanidade do Planet, não é mesmo?

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar