Menu Principal

Há alguma conexão?

1
Sim: No campo das ideias e da liberdade de expressão!
No dia 16/12 quando eu postei os Três Macaquinhos e a Liberdade de Imprensa, não imaginei que a capa da Revista Carta Capital chegaria às bancas esta semana, exatamente com uma foto sobre os famosos macacos.
É claro que o artigo na íntegra na é meu. Mas não deixa de ser uma boa coincidência. 

O ruído virtual do silêncio

Em apenas quatro dias, a primeira edição estava esgotada, com 30 mil exemplares vendidos. As primeiras 15 mil cópias de A Privataria Tucana, livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr., desapareceram em menos de 24 horas das principais livrarias do País, um sucesso inegável. O êxito editorial é um reconhecimento do esforço de apuração do repórter, que passou mais de dez anos investigando as maracutaias das privatizações na era Fernando Henrique Cardoso. “Mas se esta mesma obra tivesse sido lançada dez ou 15 anos atrás, ela poderia ter amargado um fracasso de vendas”, especula o jornalista e sociólogo Venício Artur de Lima, professor aposentado da Universidade de Brasília. “A chamada grande mídia ignorou solenemente as denúncias do livro e, não fosse pela repercussão na internet, em blogs e redes sociais, dificilmente teria entrado para o debate público como ocorreu.”

A omissão dos principais veículos de comunicação revelou, sobretudo, a seletividade da mídia tradicional na cobertura dos escândalos políticos. As exceções,comode hábito, foram raras. Carta Capital - antecipou aos leitores, em reportagem de capa com 12 páginas, as principais denúncias feitas por Ribeiro Jr., fartamente documentadas no livro, além de divulgar com exclusividade trechos da obra. 

A TV Record, que emprega o repórter-autor, também dedicou parte significativa do seu noticiário ao tema, assim como a revista eletrônica Terra Magazine, editada por Bob Fernandes. Ficou por aí. Enquanto os principais jornais e telejornais se calavam, quem cuidou de manter o debate aceso foram os internautas, tanto em textos publicados em blogs,como nos incalculáveis comentários que se alastraram pelo Facebook, Twitter e outras redes sociais. Diante da dificuldade de encontrar o livro nas prateleiras das livrarias, multiplicaram-se os boatos sobre um possível boicote. E também versões - digitalizadas da obra na web. “Muita gente baixou cópias. O livro impresso deve chegar ao Acre (se chegar) em 2012”, tuitou o jornalista acriano Altino Machado.

Ah, para disfarçar, a Globo cobre 24 horas a peleá da imprensa Argentina com o governo Cristina Kirchner. 
Por aqui faz exatamente o contrário: Silêncio absoluto.

Tentam esconder o quê? 

1 Comentário:

Infelizmente de nada adianta a revista fazer o seu papel e denunciar, se ninguém agir junto. Tenho como exemplo a veja, que recentemente publicou a notícia - com fotos - da festa de casamento de um parente do sarney, onde apareceu o ministro Dias Toffoli, o "alvo" da ação que o ministro estava julgando e o advogado do acusado, como PADRINHO, LADO A LADO, no casamento, e o oferecimento de lança perfumes na festa.

Causou repercussão nacional e depois? Foi silenciado. Abraços

---
Confira: As 10 tatuagens mais loucas de natal
http://divulgandoedebatendo.blogspot.com/2011/12/as-10-tatuagens-mais-loucas-de-natal.html

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar