Menu Principal

Para eles, só teria sentido se fosse “Com Dor”, muita dor...

0
Eram seis e uma mesma Operação.

Passados alguns anos, esses mesmos países (Uruguai, Paraguai, Argentina, Bolívia, Chile e Brasil) se unem para tentar cicatrizar as feridas políticas e humanas abertas pelo regime de ditadura militar, que assolou o continente.

A operação conhecida mundial como Operação Condor, criada oficialmente em uma reunião na capital chilena em 1975, e visava a reprimir grupos de esquerda que contestavam as ditaduras do Cone Sul.
O primeiro passo dessa articulada ação conjunta foi à troca de informações entre os serviços de inteligência, sobre militantes políticos que moravam em outros países. Depois, não tardou em se transformar em operações conjuntas para reprimir, prender, torturar e trocar prisioneiros. Além de ameaçar a integridade física de qualquer pessoa que verbalizasse uma crítica, por mais banal que fosse, contra o regime.

O historiador e coordenador do curso de história da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Enrique Padrós, conta: “Ela [a Operação Condor], naquele momento,  significou o amadurecimento de intercâmbio repressivo e de inteligência. E ocorreu em um contexto em que toda a região estava praticamente marcada pela imposição das ditaduras de segurança nacional, o que potencializava  o intercâmbio”.

O papel do Brasil

Para o presidente do Movimento de Justiça e Direitos Humanos, Jair Krischke, a atuação do Brasil foi determinante: “o Brasil não só criou a Operação Condor, mas também colaborou permanentemente com as ditaduras em volta do nosso país”.

Para compreender melhor o que significou, e ainda significa este contexto histórico-político, a TV Brasil contará um pouco mais dessa história, ainda desconhecida de grande parte do país, em especial das gerações mais jovens.

Historiadores, parentes de vítimas, pesquisadores e documentos inéditos vão mostrar como a Operação Condor foi decisiva para a manutenção dos regimes de exceção.

Em apenas quatro capítulos, a série que começou ontem (15/10), poderá ser assistida às 21h, no Repórter Brasil Noite, e reprisada às 8h no Repórter Brasil Manhã.

Quer uma amostra? Aqui:

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar