Menu Principal

O renascimento africano:Black não é um castigo, Black is beautiful.

0
O avião Embraer da Azul decolou e com um toque de dedo acendi a telinha de tevê, para me ocupar na hora e vinte do meu vôo Brasília-São Paulo. E ainda sem ter feito qualquer escolha, ali surgiu Gilberto Gil ao lado de um maestro.

Lembrei-me imediatamente do CD comprado, na noite anterior, num shopping nas Americanas, ainda lacrado, mostrando o cantor-compositor baiano, ex-ministro da Cultura, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, numa gravação ao vivo com acompanhamento de cordas.

Rapidamente pedi fones de ouvido e tive direito a uma antecipação da escuta do meu CD como um bonus especial - o vídeo era exclusivo da empresa aérea Azul que, pelo jeito, transportara todos os músicos, não sei de onde para onde. Era o ensaio, provavelmente o final, com Gil de sandálias e roupa descontraída, antes da cena final, de rigor, no Municipal.

Violão do Gil entre violinos, violoncelos, contrabaixos, violas mas também flautas, clarinetas, trompa, trompete e trombones. Imagens destinadas a dar uma terceira dimensão ao som do CD, tão logo eu chegasse no meu interiorano destino.

Gil é poeta profundo que joga com as palavras com maestria. Mas é também lembrança minha do Ponto de Encontro, na Galeria Metrópole, na avenida São Luiz, quando estava ainda para acontecer ou já acontecia o tropicalismo, a música colorida num fundo de chumbo verde-oliva.

O avião continuava no seu cruzeiro e eu escutava agora uma novidade para mim, no original francês - La Renaissance Africaine. Não o Renascimento grego-romano pagão na Europa do século XV , cansada do medievalismo católico, mas o renascimento da civilização negra africana, berço da humanidade.

Um renascimento que invade sutilmente o planeta, lhe transmite sua tintura e marcará de maneira indelével nossa humanidade de amanhã.

É a diáspora africana, canta Gil no seu francês de sotaque baiano, do mais antigo continente com "suas mulheres de outra beleza, uma beleza negro-noite... o homem cheio de dignidade...é o espírito da África libertada, a novidade que prospera".

É o renascimento mas é igualmente a revanche de uma África tantos anos excluída e relegada, rejeitada e escravizada. Uma África que agora se impõe nos EUA, se alastra pela Europa e assume, pouco a pouco, seu lugar de destaque no Brasil.

Mais alguns dias, e o Brasil comemorava o fim da escravidão, por tanto tempo letra morta na nossa história, pois os negros retirados das senzalas iam ser marginalizados , inferiorizados, humilhados ainda por mais de cem anos de semi-escravidão. De Izabel a Dilma, um longo trajeto passando pelo caboclo Lula, até, enfim, se chegar à verdadeira alforria das escravas domésticas negras da classe média branca, agora protegidas pelas leis trabalhistas.

O renascimento africano no Brasil passa também pelas cotas nas universidades e até no engenho do Itamaraty. Os negros não são os netos do Cão, filho de Noé, como acredita na sua santa ignorância o deputado presidente da Comissão de Direitos Humanos, transformada em palhaçada.

Se os cristãos criacionistas, que de Bíblia na mão justificavam a escravidão dos negros, os navios negreiros, a ainda recente segregação nos EUA e o tão próximo apartheid na África do Sul, quiserem ainda ter algum crédito, devem imaginar Adão e Eva negros, fortes, musculosos, lascivos, sensuais, correndo livres pelo Eden africano,copulando e devorando com paixão o fruto proibido e criando a raça humana.

Black não é um castigo, Black is beautiful.

****
Rui Martins - Jornalista, escritor, ex-CBN e ex-Estadão, exilado durante a ditadura, é líder emigrante, membro eleito do Conselho Provisório e do atual Conselho de emigrantes (CRBE) junto ao Itamaraty. Criou os movimentos Brasileirinhos Apátridas e Estado dos Emigrantes, vive em Berna, na Suíça. Colabora com o Expresso, de Lisboa, Correio do Brasil e agência BrPress.

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar