Menu Principal

Trolls: o que são, onde vivem, do que se alimentam?

4
O que é Troll?

Saiba como eles agem e como combater sua ação.

Na gíria da internet, Troll caracteriza uma pessoa cuja intenção é provocar emocionalmente os membros de uma comunidade através de mensagens controversas ou irrelevantes. Com isso, ele consegue interromper uma discussão sadia e causa conflitos entre os participantes, fazendo com que o objetivo principal do tópico saia de foco.

O Habitat

O Troll atua em lugares onde existe uma grande concentração de pessoas envolvidas em algum debate potencialmente polêmico. Eles agem em comunidades do Orkut, listas de discussão, fóruns, blogs, chats, e até em jogos online.

Geralmente, eles procuram lugares onde os riscos de ver sua identidade associada aos seus atos é minimizado. No Orkut, por exemplo, eles atuam com perfis falsos (Fakes) e percorrem a rede semeando a discórdia dentro das comunidades.

Como eles agem

Existem Trolls de todos os tipos, desde os mais estúpidos que não economizam nos palavrões, até os mais aptos intelectualmente. Eles se divertem com a reação indignada de outras pessoas e sentem prazer em saber que causaram polêmica. Em alguns casos, as pessoas envolvidas perdem a paciência e chegam a se envolver em agressões pessoais.

Os Trolls costumam ser bastante criativos e levam as pessoas à loucura quando "mordem a isca". Alguns procuram brechas nas regras da comunidade e utilizam isso para fazer seu ponto de vista ser aceito. Veja mais exemplos de sua atuação abaixo:

-Alguns só querem ver o circo pegar fogo - O Troll inicia um tema polêmico esperando que grupos com opiniões opostas discutam sobre o assunto. Ele apenas põe lenha na fogueira e assiste o resultado sem participar efetivamente da discussão.

-Baixando o nível - Mesmo sendo intelectualmente inferior ao restante dos membros, o Troll consegue fazer com que a pessoa apele para a baixaria com xingamentos e ameaças. Dessa forma, sua vítima se autodenigre diante do resto da comunidade e perde a razão.

-O Troll intelectual - O mais comum. Ele se utiliza de um vocabulário rebuscado para se autoafirmar diante da comunidade e ganhar status. Além disso, ele costuma corrigir e questionar a formação acadêmica dos colegas para ridicularizá-los.

-O Insistente - O famoso chato. Ele costuma repetir um conjunto de argumentos logicamente inconsistentes ou falhos até que a pessoa canse e pare de argumentar, ganhando a discussão por abandono.

Sobre o que estávamos falando? - Uma das coisas mais comuns é a troca de assunto. O Troll muda o foco da discussão diversas vezes até que mais ninguém consiga acompanhar o ritmo.

Existem diversos fatores que motivam uma pessoa a agir dessa forma. Pode ser por ideologia, fanatismo, autoafirmação, falta do que fazer ou por pura sacanagem. A maioria dessas pessoas possui algum distúrbio psicológico que pode ter sido causado por um trauma, fracasso ou impotência. Portanto, tome cuidado, eles podem se tornar bastante agressivos.

Não alimente os Trolls

Apesar de existir alguns métodos eficientes para combater essa prática, o melhor jeito é ignorar. Eles não querem ser convencidos e não estão nem aí para a discussão em questão. Portanto, resista à tentação de tentar debater com eles, por mais que os argumentos, exemplos e comparações pareçam errados e provocativos.

Além disso, procure evitar assuntos reconhecidamente polêmicos como política, religião, futebol,música, etc. (exceto quando esse é realmente o tema em questão). Caso você identifique algum ato suspeito, procure informar ao moderador da comunidade sobre o ocorrido. Isso é muito mais eficaz do que alimentar as provocações e, ainda, nega ao Troll o que ele mais procurava: a polêmica.

Não generalize

Nem toda discórdia pode ser caracterizada como um ato Troll. Analise o contexto de cada situação e avalie o perfil do interlocutor. Caso você tenha dúvidas se uma pessoa está agindo com um Troll, pense que ela não é, tente ser educado e responda sem ironia. Indique a ela referências sobre o assunto e alerte sobre as regras da comunidade.

Algumas pessoas só estão perdidas e não possuem conhecimento suficiente para entender uma explicação, por mais simples que ela pareça. Tente referenciar este artigo para aqueles que insistirem demasiadamente, muitos podem não saber que estão agindo como Trolls.

E aí, você se considera um Troll?

*****
Do Tecmundo

4 comentários:

Olá Beth! achei super importante a sua postagem e houve uma época que caí direitinho nessa armadilha e terminei perdendo um amigo virtual que eu considerava muito. Como sou, não nego, pavio curto e sem papas na língua, terminei sendo alvo fácil para esses desocupados que vivem de intrigas e se alimentam de discórdias. Hoje estou esperta, não caio mais nesse ninho de rato, a não ser cair fora. Participo muito pouco de redes sociais justamente por precaução. Na verdade esse mundo está meio esquisito e pra se viver bem precisamos mesmo ter jogo de cintura. Hoje aprendi ignorar aquilo que não me interessa e que não vai me acrescentar algo de bom. E com um detalhe não tenho paciência pra enchimento de saco.
Grande abraço e vou compartilhar o artigo!

Basta está na rede ... todos acabam ganhando um pouco mais de coragem ... entretanto outros acabam realmente se transformando em criaturas destetáveis ....

Muito pertinente postar sobre esse assunto, afinal, quem nunca caiu em uma provocação de um troll? Acho que no fundo eles são pessoas muito carentes e acharam um jeito de chamar atenção com atitudes irritantes. Acho que na vida "real" também existem os trolls que gostam mesmo é de provocar. Tem que ignorar para não fazer parte do joguinho deles! rs Abrçs

Bom dia, Beth.
já me deparei com eles mas, não alimento, não. Agora, amiga, que são chatos e desocupados isso, são.
Acho que a gente tem é que ficar ligado no conteúdo dos comentário ou da postagens.
Muito bom seu post!
Bjs
Lúcia

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar