Menu Principal

Senador Roberto Requião, o Capiroto e o amigo do Capiroto

5

Ele, o Capiroto, está ajudando o seu fiel escudeiro a rodar o mundo em viagens patrocinadas por empresas e corporações que cresceram e ganharam muito dinheiro entre 1995-1999. O objetivo das viagens é ganhar mercado e captar investimentos. As empresas amigas do Capiroto também patrocinam palestras desse líder político no Brasil e contribuem com fundos milionários para o Instituto que leva seu nome e destina-se a preservar sua memória”.

-Nas asas do Itaú, seu patrocinador master, o amigo do Capiroto esteve no Paraguai em 2010, no dia em que o banco inaugurou a operação para tomar o mercado no país vizinho. O Itaú também o levou a Doha e aos Emirados Árabes ano passado, como informou a imprensa financeira, com a intenção de morder parte dos 100 milhões de dólares que o Barwa Bank tem para investir no mercado imobiliário brasileiro. 

-Pois bem: Cumprindo a missão, o Capiroto foi atrás das viagens do ex-presidente Lula, depois de melindrar-se com a viagem da presidente Dilma ao Vaticano para a entronização do papa Francisco. Enquanto os escândalos reais, verdadeiros que envolvem, por exemplo, os leilões da Agência Nacional do Petróleo; as concessões sem precedentes às empresas de telefonia; a monumental pizza da CPI do Cachoeira, que nos impediu jogar um réstia de luz que fosse no tenebroso mundo das empreiteiras; a privatização dos portos, tão radical que embaraçaria Reagan, Thatcher e Yeltsin; desses escândalos, desses atentados brutais à soberania brasileira, disso o Capioto e seu braço parlamentar não querem saber.

-Na edição do sábado (30), um dos Capiroto sugere ao Ministério Público que promova uma ação para alguém devolver “gastos indevidos” com horas extras de motoristas e deslocamento de funcionários, nas embaixadas por onde Lula passou. Mas não se comove com o fato de a estatal paulista Sabesp ter pingado R$ 500 mil na caixinha do Instituto FHC (ah se fosse o Visanet…).

-Isso  mesmo: estamos falando de Fernando Henrique Cardoso, que também viaja fazendo palestras, a convite de empresas, ONGs e instituições diversas. A diferença mais notável entre ele e o Lula é que FHC vai lá fora para falar mal do Brasil.

****
-FHC ainda era presidente da República, em 2002, quando chamou ao Palácio da Alvorada os donos de meia dúzia empresas para alavancar o instituto que ainda ia criar: Odebrecht, Camargo Corrêa, Bradesco, Itaú, CSN, Klabin e Suzano. A elas se juntaria a Ambev. Juntas, pingaram 7 milhões no chapéu de FH. Mas foi o Tesouro que pagou o jantar, descrito em detalhes nesta reportagem da revista Época.

-FHC e seu instituto prosperaram. No primeiro ano como ex-presidente ele faturou R$ 3 milhões em palestras (“o critério é cobrar metade do que cobra o Bill Clinton”, explicou, modestamente, um assessor de FHC). A primeira palestra, de US$ 150 mil de cachê, que serviu de parâmetro para as demais, foi bancada pela Ambev. O IFHC já tinha R$ 15 milhões em caixa e planejava gastar o dobro disso nas instalações.

-O IFHC abriga o projeto Memória das Telecomunicações (esqueçam o que ele escreveu, mas não o que ele privatizou), patrocinado naturalmente pela Telefônica de Espanha.

E aí? Descobriu que é o Capiroto, também conhecido como satanás, cão, besta e fera?

Para ler o texto completo, vá à página do Senador. 

5 comentários:

Somos todos tolos e absurdamente lerdos, por isso estou a deixar de exercer meu voto obrigatoriamente em nosso país. E o TSE ainda coloca publicidade ameaçando os eleitores!
NÃO AO VOTO OBRIGATÓRIO.
Abraço

Eu já trabalhei com assessoria no PT, no PSDB e no PSD, conheci muito dos bastidores destes e de outros partidos, incluindo o PCdoB, partido comunista que diz lutar pela democracia.
O que tenho a dizer sobre todos eles é que não há partido que se salve quando o assunto é corrupção e de todos os parlamentares, municipais, estaduais e federais, se conseguirmos salvar uns trinta é muito.
Quanto ao Fernando Henrique, ele está colhendo o que plantou, enquanto que alguns de seus fieis escudeiros continuam sobrevivendo do dinheiro público, mesmo sem estarem exercendo cargos públicos.
Tem muitos outros que estão em situação parecida.
A imprensa é em sua totalidade tendenciosa, seja para um lado seja para outro, depende de onde vem mais recursos e duvido que nós, se estivéssemos a frente de uma grande empresa de comunicação seria diferente.
Eu não acredito mais na política nacional por considerar torpe e vendida, não há mais ética, não há mais honestidade, não há mais nem a antiga opção de esconder as falcatruas.
Hoje o meu vizinho João Paulo Cunha, réu confesso do mensalão e de outros crimes, está conformavelmente sentado em uma cadeira do CCJ e eu me pergunto, o que um criminoso fará na comissão de justiça?
Quem apoia o PT, provavelmente apoia o Foro de São Paulo, quem apoia o PSDB, provavelmente apoia a entrega de nossas estatais ao capital estrangeiro à preço simbólico, quem apoia o PCdoB, apoia uma mentira eterna, Quem apoia o PSC, apoia o fundamentalismo e a corrupção ativa.
Quem sobra? A Marina Silva? A Heloísa Helena? O Levy Fidelix?

Oi Lu,
Taí uma coisa sobre a qual discordamos: Voto nulo ou não votar.
O problema não está no voto. Mas na forma como o cidadão o exerce depois de colocá-lo nas urnas.Ou seja: passa um cheque em branco e depois quer cobrar com juros e correção monetária. E o pior: depois de algum tempo já não sabe mais a quem o entregou. É o que costumo chamar de preguiça "cidadã". Rsrsrs
Bem,
No mais agradeço as travessia e palavras.
Salve Salvador!
Beijão.

Oi Giba.
Meu Caro,
A sua crise de identidade ideológica parece ser séria e crônica...
Quem tenta agradar a todos, termina sendo desagradado por si mesmo.
Levy Fidelix como alternativa? Com todo os respeito, em termos de candidatura o cara é a maior piada eleitoral que já vimos. Sobre as duas citadas, não comento. Perderam-se no bonde da história recente.
Não posso te ajudar... rsrsrs
Um abraço.

Beth, minha ideologia política foi a óbito, hoje tenho uma opinião política sem ideologia.
Nunca tentei agradar a todos, minha atuação nos partidos, exceto o PT, foram profissionais, onde fui contratado e remunerado para exercer a função.
Sei que não pode ajudar, ninguém pode, pois a corrupção na amago político é incurável, assim como a inercia dos eleitores.
Um grande abraço

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar