Menu Principal

Século XX e o piano Chique

0
De George Feyer.

Na segunda metade do Século XX, nenhum outro pianista de música ligeira atingiu o nível, a fama e a classe do húngaro George Feyer. 

Nascido em Budapeste em 1908, teve formação clássica na Academia Franz Liszt, onde foi aluno de Bela Bartok e contemporâneo de Georg Solti, famoso regente da Filarmônica de Londres. Feyer optou pela música ligeira, para horror de seus professores e teve sua primeira estreia fora da Hungria em Barcelona em 1932. 

Tocou por toda a Europa nos melhores hotéis, naquela época os grandes hotéis tinham orquestra e música de qualidade. Voltou para a Hungria e lá foi pego pela guerra, a Hungria foi satélite da Alemanha,  acabou preso no campo de concentração de Bergen Belsen  com toda a familia (Feyer era judeu). 

Libertado pelos Aliados, a Hungria logo depois caiu sob dominação sovietica, Feyer fugiu para a Suíca com a família, quando seu passaporte venceu perdeu seu visto de permanência e o único lugar que conseguiu para emigrar foi a Venezuela. De lá conseguiu ir para Nova York e com apoio da grande colônia na cidade conseguiu visto de permanência para toda a familia. Passou a fazer o circuito dos grandes hotéis, começando pelo Delmonico e depois o Carlyle, onde ficou anos, depois no Waldorf Astoria onde eu, seu fã desde a infância, o encontrei tocando no bar Hideway em 1981, não acreditava que era George Feyer em pessoa,  meu idolo há decadas. 



Com emoção pedi para autografar dois long plays que tenho até hoje, um das canções de Cole Porter (que morava no Waldorf) e outro das músicas de Jerome Kern. Nas três noites seguintes, passei horas no bar ouvindo Feyer, que tocava uma hora e meia, já estava então com 75 anos e se aposentaria no ano seguinte, foi morar na Califórnia, em Palm Springs, com a terceira esposa. Morreu em 2001, com 93 anos.

Feyer foi um dos pianistas que mais gravou, creio que uns 35 LPs,  ao lado de Eddie Duchin e Carmen Cavallaro forma o trio dos grandes pianistas de bar de Nova York, mas considero Feyer superior, questão de opinião.

*****
André Araújo
No Jornal de todos Brasis

Deixe um Comentário

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar