Menu Principal

Uma Flor Amorosa...

6
Para alegrar o domingo e o feriadão.


Um abraço.
Curta bastante.
O feriado pode ser longo, mas a vida é curta!
Composição: Chiquinha Gonzaga.
Instrumentista: Altamiro Carrilho.

Jaye Merryl
Quem não entende isso, não é capaz de compreender o mundo e sua essência.
Beth Muniz.

"Para construir uma sociedade solidária, com a erradicação da situação de marginalidade e de desigualdade, além da promoção do bem de todos, sem preconceito de cor. Quanto a serem as cotas raciais um incentivo ao racismo, não há elemento empírico para sustentar essa tese. A experiência é que não tem ocorrido, e se tem, foi em escala irrelevante que não merece consideração”.
Cezar Peluso - STF

“O racismo representa grave questão de índole moral que se defronta qualquer sociedade, refletindo uma distorcida visão do mundo de quem busca construir hierarquias artificialmente fundadas em suposta hegemonia de um certo grupo étnico-racial sobre os demais”.
Celso de Mello - STF

“É natural, portanto, que as ações afirmativas – mecanismo jurídico concebido com vistas a quebrar essa dinâmica perversa –, sofram o influxo dessas forças contrapostas e atraiam considerável resistência, sobretudo, é claro, da parte daqueles que historicamente se beneficiam ou se beneficiaram da discriminação de que são vítimas os grupos minoritários”.
Joaquim Barbosa - STF

“Na década de 90, presenteei duas sobrinhas com duas bonecas negras lindas. Uma das sobrinhas, que é negra, rejeitou a boneca. Quando perguntei o motivo, ela falou que a boneca era feia porque parecia com ela. Ela não estava se reconhecendo como o padrão da sociedade”.
Cámen Lúcia –STF

Go Brazil Go! Os negros brasileiros são uns frouxos?

4
O cineasta Spike Lee, diretor de “Faça a coisa certa” (1989) está no Brasil organizando a produção do documentário “Go Brazil Go!”, foi recebido ontem (25) no Palácio do Planalto pela presidenta Dilma Rousseff.

Ele disse que em “Go Brazil Go!” vai retratar como o Brasil se desenvolveu nos últimos anos e que deve vir ao país mais seis ou sete vezes até concluir o documentário.

“É um documentário sobre o novo Brasil, para descobrir que coisas aconteceram para tornar o Brasil uma superpotência. Vamos falar com pessoas do governo, das artes, dos esportes, e não podemos nos esquecer de dois eventos mundiais, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, quando os olhos do mundo estarão voltados para o Brasil”.

Depois, Lee entrevistou Matilde Ribeiro, que foi por cinco anos Ministra da Igualdade Racial do governo Lula, e perguntou por que havia poucos negros no Governo.

Matilde, encabulada, tratou de diferenciar a situação entre os negros do Brasil e dos Estados Unidos, e lembrou que só agora os americanos escolheram um presidente negro.

Lee quis saber se uma brasileira poderia vir a ser Presidenta.

Ela disse: “temos que almejar o máximo”. Embora, no Brasil, o processo político seja mais lento. Ao final, Matilde Ribeiro ficou com a impressão de que Lee acha os negros brasileiros uns frouxos.

Lee disse que a Abolição dos escravos nos EUA ocorreu apenas vinte anos antes da brasileira, e os negros americanos avançaram muito mais.

Lee perguntou: por que vocês não viram a mesa?
Só faltou recomendar: Façam a coisa certa!

Vamos ver o que dirá hoje o STF, após a votação da ADPF 186.






Sururu na Roda

0
Sururu na Roda é o nome de um excelente conjunto musical que existe no Rio de Janeiro. Sua maior expressão é a cantora, compositora e instrumentista Nilze Carvalho. Para quem gosta de uma bom samba e choro, vale a pena ouvir.

Mas aqui o Sururu abordado é outro, e faz jus à origem da palavra.
Bate-boca, arranca-rabo, sururu, entrevero, rolo, xingação, desavença – qualquer que seja o nome que se adote para caracterizar a troca de asperezas entre os ministros Cezar Peluso e Joaquim Barbosa, do Supremo Tribuna Federal (STF), o que importa é o teor do que está vindo à baila e o canal utilizado pelos meritíssimos.

Ex-presidente da suprema corte, o ministro Peluso serviu-se do prestigiado portal Consultor Jurídico, já o atrevido Joaquim Barbosa, que não tem papas na língua, utilizou arma de grosso calibre – entrevista de uma página no jornalão O Globo (20/4).

Aleluia, a imprensa acordou! Parece disposta a reassumir o seu papel de agente do contraditório. Sem jornal não há debate, sem debate não há esclarecimento. A resignação que contamina as instâncias encarregadas de provocar arrufos, excitação e avanços é a grande responsável pela impunidade e a pasmaceira que grassam no país.

Tempo de felicidade

0
Entidades da sociedade civil internacionais e brasileira estão se mobilizando para inserir o tema felicidade na agenda de debates da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que ocorrerá no Rio de Janeiro, em junho próximo.

Essa inserção, entretanto, tem um propósito específico, segundo afirmou à Agência Brasil o criador do movimento não governamental Mais Feliz, Mauro Motoryn. “Mais do que a medição de um índice [queremos] é o estabelecimento de políticas públicas baseadas na felicidade do cidadão”, declarou.

O tema será abordado pelo Senado, amanhã, 26/04, em audiência pública a ser realizada pela Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Regime Internacional sobre Mudanças Climáticas, que integra a Comissão de Relações Exteriores. Participarão do evento o Movimento Mais Feliz, a Fundação Getulio Vargas e representantes de entidades da sociedade civil envolvidas com a Rio+20.

A proposta de transformação da felicidade em política pública está tramitando no Congresso Nacional por meio da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 19/2010, cujo relator é o senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Mauro Motoryn acredita que a  PEC irá a plenário até o início de junho.

Pausa, com sugestão

13
Olá amigos (as),

Por motivo estritamente pessoal, faremos uma pausa até o dia 24/04.
Como sugestão de leitura deixo os textos abaixo. Espero que apreciem.
Bom feriado. Tudo de bom!
Até lá!
Grande abraço.

--Expansão de Consciência - Obesidade mental
http://expandiraconsciencia.blogspot.com.br/2012/04/obesidade-mental.html
--Gênesis e Outras Lendas Avulso - Os banidos da Bíblia
http://genesiselendas.wordpress.com/2012/04/16/banidos-da-biblia/
--Sobre tudo um pouco - Ser mulher
http://www.dihitt.com.br/barra/ser-mulher-15
--Amores no Velho Chico - Por quem chora, Saudade?
http://www.amoresnovelhochico.com.br/2012/03/28/por-quem-chora-saudade/
--Fenix - Coisas pequenas não me importam
http://www.dihitt.com.br/barra/coisas-pequenas-nao-me-importam



Nada melhor que uma boa sugestão!

0
Escolas matam a criatividade?

Apresento aos amigos(as) a sugestão de um querido leitor-seguidor do Travessia, Edson Palma,  proprietário do maravilhoso blog Realizando Seus Desenhos (RSD).

A sugestão do Edson veio a pós ter lido e comentado o post, “Eis a origem de tudo: Optatórias, Obrigativas e Alienantes”, publicado ontem no Travessia.

Em seu comentário, o Edson faz duas sugestões: uma de leitura e a outra o vídeo que compartilho agora com todos.

Para ler o texto, basta atravessar até este endereço.
Espero que gostem.

Querido Edson, obrigada pelo apoio e carinho de sempre.
Grande beijo.


Eis a origem de tudo: Optatórias, Obrigativas e Alienantes

1
Violência repressiva, privatização e a reforma universitária que fez uma educação voltada à fabricação de mão-de-obra, são, na opinião da filósofa Marilena Chauí, professora aposentada da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, as cicatrizes da ditadura no ensino universitário do país.

Em conversa com a Rede Brasil Atual, Chauí relembrou as duras passagens do período e afirma não mais acreditar na escola como espaço de  formação de pensamento crítico dos cidadãos, mas sim em outras formas de agrupamento, como nos movimentos sociais, movimentos populares, ONGs e em grupos que se formam com a rede de internet e nos partidos políticos. 

-Quais foram os efeitos do regime autoritário e seus interesses ideológicos e econômicos sobre o processo educacional do Brasil?

Vou dividir minha resposta sobre o peso da ditadura na educação em três aspectos. Primeiro: a violência repressiva que se abateu sobre os educadores nos três níveis, fundamental, médio e superior. As perseguições, cassações, as expulsões, as prisões, as torturas, mortes, desaparecimentos e exílios. Enfim, a devastação feita no campo dos educadores. Todos os que tinham ideias de esquerda ou progressistas foram sacrificados de uma maneira extremamente violenta.

Os números da evolução: mais de 46 mil instituições confirmaram participação

0
No total serão
-46.724 escolas
-19,1% milhões de alunos
-99,42% dos municípios
-4,5 mil medalhas distribuídas

Estes são os números da 8ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2012), que registrou recorde de instituições de ensino inscritas em relação às edições anteriores. 

No total, 46.724 escolas confirmaram a participação de seus alunos na competição deste ano, com a adesão de duas mil novas escolas. Em 2011, participaram 44,6 mil instituições.O percentual de cidades mobilizadas também cresceu, passando de 93,5% para 99,42%.

O número de estudantes inscritos superou a marca alcançada no ano passado, que foi de 18,7 milhões de alunos. Nesta edição, 19,1 milhões de inscrições foram efetuadas pela internet.

O balanço foi divulgado no dia último dia 11, pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), responsável pela realização da olimpíada. 

O desmanche da cultura, em São Paulo

5
No caso, a TV Cultura

A televisão no Brasil é tratada como empreendimento comercial desde as suas origens, quando herdou do rádio, artistas e patrocinadores. Durante muito tempo os anúncios estavam no próprio nome dos programas: Repórter Esso, Gincana Kibon, Circo Bombril, Carnaval Orniex e por ai afora.

Até hoje muita gente acredita que as emissoras de TV são propriedades particulares das famílias Marinho e Saad ou de empresários como Silvio Santos ou Edir Macedo. Poucos sabem que eles são apenas concessionários de canais públicos, cujo controle deveria estar nas mãos da sociedade. 

As emissoras não-comerciais só começaram a surgir no Brasil ao final dos anos 1960 quando o domínio das comerciais já era total, impedindo a construção de uma alternativa capaz de se confrontar, em igualdade de condições, com o modelo dominante.

Me leva amor...

2
Por onde for, quero ser seu par...


Bom final de semana.
Bom tudo.
Tudo de bom.
E não deixe de fazer a Andança, a procura do amor e paz!
Um abraço.

Finalmente o veredicto: não somos o Irã

5
Decisão do STF reafirma que o Estado é Laico e a Bíblia que todos devem seguir é a Constituição.

“Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança (...) “.

Por maioria de votos, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou procedente o pedido contido na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 54, ajuizada na Corte pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde (CNTS), para declarar a inconstitucionalidade de interpretação segundo a qual a interrupção da gravidez de feto anencéfalo é conduta tipificada nos artigos 124, 126 e 128, incisos I e II, todos do Código Penal. Ficaram vencidos os ministros Ricardo Lewandowski e Cezar Peluso, que julgaram a ADPF improcedente.

Ao contrário do que alguns representantes de grupos religiosos afirmavam, o resultado final não significa que todas as mulheres nessa situação estejam obrigadas a realizar o procedimento. A decisão é de foro intimo.

Significa, que as que entenderem ser necessário realizá-lo, não sejam tratadas como assassinas e criminosas.

Em resumo: uma Nação para ser verdadeiramente livre deve levar em consideração todos os tipos de diversidade, inclusive a de ordem religiosa.

Parabéns à CNTS, da qual fui diretora, pela iniciativa.
Acertou o STF.

Aquilo que tem que ser tido

4
Por que tenho me calado, me calado por tempo demais 
sobre o que é patente e já vem sendo ensaiado
em simulações ao fim das quais nós, como sobreviventes,
somos no máximo umas notas de rodapé?


É o alegado direito de ataque preventivo
que poderia extinguir aquele povo 
subjugado por um fanfarrão 
e empurrado ao júbilo organizado (o iraniano),
porque se suspeita da construção 
de uma bomba atômica em seus domínios.


Por que, no entanto, eu me proíbo
de chamar pelo nome aquele outro país
no qual se dispõe há anos - ainda que em segredo -
de um potencial nuclear crescente
e sem controle, pois não se dá acesso 
a nenhuma inspeção?

Vamos flexionar o gênero

0

A Lei 12.605 decretada pelo Congresso Nacional foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff.

Pela lei, as instituições de ensino públicas e privadas, estão obrigadas a empregar a flexão de gênero para nomear profissão ou grau nos diplomas expedidos.

O sexo da pessoa diplomada passa então, a ser considerado na designação de profissão ou grau obtido. Portanto, o masculino não poderá mais servir de generalização.

A lei estabelece ainda que as pessoas já diplomadas poderão requerer das instituições a reemissão gratuita dos diplomas, com a devida correção.

Técnica, administradora e bibliotecária são alguns exemplos das grafias de profissões que devem ser utilizadas quando se tratar de graduada do sexo feminino.

Está certa a presidenta.

Afinal, se existem os dois gêneros em todos as áres e profissões, porque apenas um deve alcunhar os dois?



Começou a chamada!

1
Pesquisadores, acadêmicos, universitários e estudantes do ensino médio de todo o Brasil: estão abertas as inscrições para o 26º Prêmio Jovem Cientista (PJC). Ao todo serão distribuídos R$ 600 mil em premiações - incluindo o valor de bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). O prazo de inscrição termina em 31 de agosto.

O tema Inovações Tecnológicas nos Esportes tem como objetivo estimular pesquisadores, nas diversas categorias, para que contribuam com setor esportivo, ajudando no desenvolvimento e efetivação das demandas, com vista à realização da Copa e das Olimpíadas no Brasil. As inscrições devem ser feitas pela internet. Alunos do ensino médio, além da web, têm também a opção de enviar suas pesquisas pelos Correios. 

Categorias e premiação
-Graduado: R$ 30 mil (1º lugar); R$ 20 mil (2º lugar) e R$ 15 mil (3º lugar). 
-Ensino Superior: R$ 15 mil (1º lugar), R$ 12 mil (2º lugar) e R$ 10 mil (3º lugar).
-Ensino Médio: classificados em 1º, 2º e 3º lugares ganham um notebook. 
-Mérito Institucional: R$ 35 mil para cada uma das duas instituições que tiverem o maior número de trabalhos com mérito científico inscritos.
-Pesquisador indicado para a Menção Honrosa: R$ 20 mil. 
-Todos os premiados ganharão bolsas de estudo do CNPq.

Gostem ou não os desesperados opositores do governo Dilma, esse tipo de iniciativa faz a diferença, e contribui efetivamente para que o Brasil seja realmente o país do futuro de todos.
Se tivessem adotado este tipo de iniciativa nos anos 90, com certeza estaríamos melhores preparados na área de pesquisa, em todos os setores.

Regulamento e ficha de inscrição aqui

Por que e para que tanta pressa?

4
Há exatamente um mês e três dias, parlamentares de todos os partidos se revezavam na tribuna para defender o senador goiano, hoje isolado e sem partido. Veja o que disse cada um deles.
Bem que o presidente do DEM e hoje líder do partido no Senado advertiu na ocasião: “A cautela recomendava que as pessoas não fizessem qualquer tipo de aparte”. Porém, ele próprio se traiu. E na companhia de outros 43 colegas. 

“Mas este Plenário, sábio como é, pela voz dos seus líderes, dos seus integrantes, reduziu o fato à sua real dimensão. [...] Vossa Excelência não cometeu nenhuma afronta à ética!”, emendou José Agripino (RN).

A sessão de 6 de março do plenário do Senado passará à história pelo desagravo coletivo ao senador Demóstenes Torres (então DEM-GO), acusado de envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Será lembrada também pelo corporativismo explícito de boa parte dos 44 aparteantes e pelo derradeiro voto de confiança de um diminuto grupo de parlamentares que, a exemplo de Demóstenes, também empunha a bandeira da ética e do combate à corrupção.
Um mês depois da encenação, Demóstenes está sem partido e só. Esses mesmos senadores que o apoiaram agora convivem com o constrangimento e a decepção. Muitos se dizem traídos pelo colega após o desdobramento das investigações, que jogaram por terra a retórica desfilada naquele dia, quando o senador usou o aparato de comunicação do Senado para mentir que mantinha apenas relação de amizade com o contraventor.

Confira abaixo trechos das loas proferidas em plenário por cada um dos aparteantes, por ordem de registro*:

Simplesmente, um Menino

1
Bom domingo.
Boa Páscoa.

O Gênio e o Tempo

2
Contar a história de Alfredo Rocha Vianna Filho, ou melhor, Pixinguinha, pela enésima vez, já que ele ocupa posição de destaque na música brasileira, é um desafio e tanto, que o pesquisador e historiador André Diniz assumiu com a competência de quem escreveu os almanaques do samba e do choro, e as biografias de Anacleto de Medeiros e Joaquim Calado, entre outros títulos.

O resultado é uma obra prazerosa de ler e com muitas informações curiosas que traçam um amplo painel do período vivido pelo artista. “Pixinguinha – O Gênio e o Tempo” acaba de ser lançado pela Casa da Palavra, em edição bilíngue e de luxo, muito bem ilustrada.

“Pixinguinha, assim como Machado de Assis e Portinari, é patrimônio de nossa cultura. Escrever sobre ele significa um tempo de dedicação que, certamente, devido às minhas atividades públicas, eu não teria no momento. Mas fui convencido, então, a fazer um perfil, uma pequena biografia fartamente ilustrada que possibilitasse ao público compreender um pouco da história de vida de um músico negro, pobre, cuja genialidade e cujo esforço pessoal entrou para a galeria dos mais prestigiados artistas de todos os tempos da música popular”, apresenta André Diniz. Atualmente, ele é chefe de Representação do Ministério da Cultura no Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Não espere compaixão

2
Para o traficante, tudo é mercadoria.
Inclusive, gente!

ONU alerta que 2,4 milhões de pessoas no mundo são vítimas de tráfico humano.

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) informou que cerca de 2,4 milhões de pessoas no mundo foram vítimas de tráfico de seres humanos pelo menos uma vez. Segundo dados da entidade, em 80% dos casos as mulheres são transformadas em escravas sexuais. O tráfico de pessoas também é associado ao narcotráfico e ao contrabando de armas, segundo especialistas.

O diretor executivo do Unodc, Yuri Fedotov, disse que em 17% dos casos as pessoas são submetidas a trabalhos forçados. De acordo com ele, apenas uma em cada 100 vítimas do tráfico é resgatada. Fedotov apelou à comunidade internacional para que sejam tomadas medidas a fim de conter o avanço do tráfico de pessoas.

É tudo Para...

1
Quadro de 2011
Paralimpíadas 2012

Para os jovens - futuros adultos, que têm direito, merecem e devem ser incluídos na prática esportiva, nas diversas modalidades.

Já estão abertas as inscrições para as Paralimpíadas Escolares 2012 em São Paulo, e será realizada no período de 15 a 20 de outubro. O número estimado de participantes é de 1,2 mil pessoas, incluindo alunos, dirigentes, técnicos, coordenadores e convidados de vários lugares do País.

Os interessados em participar dos jogos devem enviar o termo de adesão pelos Correios, para o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) até 29 de junho. Compete às Secretarias de Esporte e Lazer estaduais enviar a equipe de jovens atletas para a competição. Portanto, cobrar este compromisso dos governadores e prefeitos é fundamental.

O evento é a única porta de entrada que permite aos alunos que compõem o movimento paralímpico, solicitar auxílio o Bolsa-Atleta, programa de incentivo concedido pelo Ministério do Esporte.

As Paralimpíadas Escolares são voltadas a estudantes com deficiência física, intelectual ou visual, de 12 a 19 anos, e que estejam regularmente matriculados no ensino fundamental ou médio.

Farão parte do programa dos jogos as seguintes modalidades esportivas: atletismo, natação, futebol, goalball, tênis de mesa, bocha, judô, tênis em cadeira de rodas e vôlei.
Viva a Cultura! Cultura, Viva!

"A gente toma a iniciativa
Viola na rua a cantar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a viola prá lá..."

As rádios e a TV Cultura de São Paulo se consolidaram historicamente como uma alternativa aos meios de comunicação privados. As rádios AM e FM ficaram conhecidas pela excelente programação de música popular brasileira e de música clássica. 

A televisão criou alguns dos principais programas de debates de temas nacionais, como o Roda Viva e o Opinião Nacional, e constituiu núcleos de referência na produção de programas infantis e na de musicais, como o Ensaio e o Viola, Minha Viola. As emissoras tornaram-se, apesar dos percalços, um patrimônio da população paulista.

Pai, afasta de mim esse Cálice

1
O Cale-se foi no dia primeiro de Abril

Exatamente há 48 anos o Brasil sofria um Golpe de Estado, dado pelos militares contra o governo o governo João Goulart, eleito e confirmado, na presidência por duas vezes: na eleição presidencial de 1960 na qual foi eleito vice de Jânio – naquela época também se votava em vice, e em 1963 quando foi confirmado por plebiscito, o retorno do presidencialismo.

Não é mentira, o golpe militar foi no dia 1° de abril. No começo, vitoriosos, os militares o chamaram de "revolução". Mas, os milicos tiveram que transferir a data para o dia 31 de março. Como não poderiam perder um dia, transferiram para um dia já passado.

Motivo? Não queriam comemorar o fiasco da derrubada constitucional no dia dos bobos. Ninguém acreditaria. Resolvida a questão da data, instalaram então, uma das ditaduras mais sangrentas da América Latina, só perdendo para a da Argentina.

Agora, os remanescente tentam desesperadamente evitar o funcionamento da  Comissão da Verdade, que não tem caráter de revanchismo e muito menos é um instrumento de punição a quem quer que seja. A funcionamento da Comissão siginicará o início de uma etapa importante, na construção e recuperação da memória e da história brasileira.

Mais que isto: para que nunca mais sejam violados os direitos humanos e constitucionais dos brasileiros, em nome da "segurança nacional", por aqueles que não conseguem conviver com as diferentes ideologias, e não aceitam opiniões e visões  contrárias.
O que temem, já que não haverá punições? Quais interesses ainda não revelados poderão ressugir dos escombros dos porões das torturas, e dos arquivos dos jornais da época?

É sabido que a maioria dos torturadores são donos de empresas e atuam na área de segurança privada, pousando de empresários honestos, maridos amorosos e bons chefes de família.

Fica então a pergunta: quem financiou e continua financiando estes torturadores, e com qual objetivo? Não apenas nós, os brasileiros, precisam saber o porque de tanto medo e arrogância dos "golpistas de pijamas". Não é por acaso que a Comissão de Direitos Humanos da OEA – Organização dos Estados Americanos – comunicou oficialmente ao governo brasileiro, que é preciso investigar o caso do Vladimir Herzog, jornalista morto nas dependências do DOI-CODI em 25 de outubro de 1975.

Já passou da hora de pararmos de apontar o dedo para os ditadores e torturadores externos, ao mesmo tempo em que tempo que adotamos uma postura de benevolência e complacências com os domésticos.

O Brasil amadureceu e continuará perseguindo o caminho da plena democracia, e adotando as práticas da liberdade e da legalidade constitucional. 

-Existiu um Golpe de Estado sim.
-Foi no dia 1º de abril de 1964!
-Democracia só se constrói com transparência. Para tanto, a verdade deve ser revelada.

WIDGETS QUE ABREM COM A BARRA DO FOOTER

Acompanhe o Feed

Fechar

ou receba as novidades em seu email

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner

BARRA DO FOOTER

Blog desenvolvido por

Site Desenvolvido por Agência Charme
Bookmark and Share

Traduzir este Blog

Visitas

Curtir

Assine o Feed

Minimizar